Pedro Proença aponta diferenças entre o futebol e a F1: «Dois eventos, o mesmo fim-de-semana...»

Farense-Rio Ave e Grande Prémio de Portugal com números de espectadores bem distintos

Com uma imagem do Farense-Rio Ave, deste domingo, e outra da bancada do Autódromo Internacional do Algarve, durante o Grande Prémio de Fórmula 1 de hoje, Pedro Proença voltou a abordar as restrições colocadas ao futebol no que toca à presença de público. O presidente da Liga de Clubes constata que na F1 não foi guardado o devido distanciamento social, ao contrário do que sucedeu no jogo do Farense e deixa alguns recados.

Leia a publicação de Pedro Proença na íntegra:

"Dois eventos desportivos. O mesmo fim de semana. O mesmo distrito. Mas são essas as únicas similaridades entre estas duas imagens.
O Farense-Rio Ave disputado hoje, no Estádio do Algarve, em Faro, foi o sexto jogo realizado, esta época, nas competições profissionais com a presença de público na bancadas, a que se juntaram ainda os jogos disputados pela Seleção Nacional e pelo SC Braga na Liga Europa. O resultado destas experiências culminou, sem exceção, no mesmo balanço final: cumprimento escrupuloso de todas as regras sanitárias em vigor (antes, durante ou no final do evento) e comportamento exemplar dos adeptos presentes.

O Futebol continua, tal como acontece desde o inicio deste pandemia, a orgulhar-se em ser um enorme exemplo para toda a sociedade.
À esquerda imagem de uma atividade a quem continuam a ser impostas todas as restrições para a presença de público nos seus eventos, apesar das provas dadas nos testes realizados até ao momento.

À direita um evento a quem foi dada a possibilidade de receber 27.500 (!!) espetadores, com o resultado que as imagens demonstram. Depois das touradas. Dos concertos. Dos Festivais. E Em Novembro cá teremos, no mesmo autódromo, outro grande evento de Motociclismo…

A saúde pública tem, mais do que nunca, de ser uma prioridade social. E se é verdade que a atividade económica não pode voltar a parar…é também imperativo garantir que a fasquia da organização de eventos (desportivos ou não) neste período é mais alta do que nunca. Sob pena de se misturar no mesmo saco, realidades que, como as imagens demonstram, não aplicam o mesmo grau de autoexigência, nem oferecem o mesmo nível de segurança a quem as atende.

Da parte do Futebol Profissional, da Liga Portugal e de todas as nossas Sociedades Desportivas continuaremos, não tenho dúvidas, a ser esse exemplo."

Dois eventos desportivos. O mesmo fim de semana. O mesmo distrito. Mas são essas as únicas similaridades entre estas...

Publicado por Pedro Proença - Presidente da Liga Portugal em Domingo, 25 de outubro de 2020

Por Record
20
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.