Presidente da SAD da U. Leiria: «Aconteceram coisas sobrenaturais em todas as épocas»

Alexander Tolstikov está de saída e aponta "influências" para justificar o insucesso desportivo

• Foto: Alexander Tolstikov

Em 2015 Alexander Tolstikov tornou-se o principal investidor da U. Leiria e assumiu a presidência da SAD com um objetivo claro: voltar a pôr o clube no principal escalão do futebol português. Após cinco épocas e várias polémicas o russo vai abandonar o projeto e justifica o fracasso com "influências" externas.

"A terceira liga [Campeonato de Portugal] é o campeonato mais difícil do mundo: apenas 2 das 72 equipas vão para a segunda liga. E se olharmos para as últimas épocas em todas elas aconteceram coisas sobrenaturais", explica Alexander Tolstikov em entrevista ao portal 'Sports.ru'.

O caso mais mediático aconteceu logo no final da primeira época, em maio de 2016, quando o russo e um acessor da SAD foram detidos no âmbito da 'Operação Matrioskas', por suspeitas de crimes de fraude fiscal, associação criminosa, branqueamento de capitais, corrupção e falsificação de documentos. Tolstikov fez greve de fome, negou as acusações e foi libertado dois meses depois. O processo foi arquivado em 2019 mas diz que isso afetou a equipa, que ficou fora do playoff de subida, bem como a preparação da época seguinte. "Eu estava na prisão, os jogadores não entendiam o que se passava nem o que iria acontecer a seguir. Começar a época seguinte foi difícil. Formei uma equipa em cima do joelho enquanto estava na prisão", recorda.

Um ano depois, uma polémica na última jornada da 1ª fase voltou a deixar os leirienses fora do playoff e nas duas épocas seguintes Tolstikov aponta questões de arbitragem e de secretaria para justificar o insucesso.

"Sou o único presidente estrangeiro ativo no futebol português e aparentemente alguém não gostou. Não sei dizer o quão influentes são as pessoas, mas Portugal é pequeno e é mais fácil influenciar aqui do que em países maiores. Fizemos um trabalho fantástico e talvez tenha sido muito difícil para alguém suportar", sustenta Alexander Tolstikov, que acredita que "tudo saiu de um dos influentes representantes do futebol que estavam diretamente associados a Leiria".

Tolstikov vai deixar a liderança da SAD nos próximos meses e assume que foi "uma grande experiência, mas muito cara"."Espero implementar todo este conhecimento noutro projeto. Financiar um clube sozinho não é fácil. Espero sair deste projeto em breve e vamos cooperar com os novos proprietários", concluiu.

Por André Antunes Pereira
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas