U. Leiria: Bartolomeu com sentença adiada

Decisão tomada após apresentação das alegações finais do Ministério Público

• Foto: Luís Filipe Coito

A leitura da sentença do julgamento em que João Bartolomeu, ex-presidente da U. Leiria SAD, é acusado, juntamente com a ex-mulher e um sobrinho, de fraude fiscal qualificada e abuso de confiança foi ontem adiada pelo Tribunal de Leiria. A decisão foi tomada na sequência da apresentação das alegações finais do Ministério Público.

Bartolomeu é acusado de ter ordenado a um funcionário da Materlis, empresa que geriu durante vários anos, a entrega da declaração periódica de IVA às operações de dezembro de 2011, na qual apurou IVA a pagar ao Estado no valor de 12.373,84 euros. O técnico oficial de contas da empresa apresentaria, depois, uma declaração de substituição, na qual se apurou o montante de 1,7 milhões de euros a receber do Estado.

Por Joaquim Paulo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.