Vinte e três processos disciplinares e sete de inquérito nos primeiros seis meses da época

Conselho de Disciplina exige maior celeridade à Comissão de Instrução da Liga

• Foto: Fernando Ferreira

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) instaurou 23 processos disciplinares e sete de inquérito no primeiro semestre de trabalho, indica um relatório divulgado esta sexta-feira.

O organismo, que elabora relatórios bimestrais, admite que os números a 9 de dezembro de 2016 - cinco processos - são menos positivos que os registados a 8 de outubro, quando não existia nenhum, e alerta para a responsabilidade da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

"Não é um resultado que se aplauda, não obstante o trabalho realizado, ainda conjugado com um fluxo mais presente de processos vindos da Comissão de Instrução da LPFP", refere o comunicado.

O CD da FPF, liderado por José Manuel Meirim, pede mais celeridade à LPFP, cuja comissão de instrutores é responsável pela instrução dos processos.

"Em nosso juízo, a situação da fase de instrução não se afastou, neste semestre de forma decisiva, do registo alcançado a 8 de agosto [data de início da época profissional] ", indica o documento, acrescentando: "Continua a solicitar-se, pois, à LPFP a sua atenção para este aspeto do agir disciplinar".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas