Sucesso pacense tem "mão" portista

Equipa já venceu Sporting e Benfica

• Foto: Carlos Gonçalves

A liderança do Paços de Ferreira na fase de apuramento de campeão nacional de juniores tem surpreendido os principais favoritos ao título. Com três jornadas disputadas, os jovens pacenses já venceram os candidatos Sporting (2-1) e Benfica (1-0), colocando em sobreaviso os próximos adversários.

A heterogeneidade geográfica é a principal característica do plantel, pois tem jogadores de vários pontos do país e ainda dois nigerianos, mas o que sobressai é a lista de jovens que já passaram pela formação do FC Porto. No total, são sete os ex-dragões que têm tido um papel importante no sucesso da equipa – Nico, Francisco, Afonso, Roger Ramos, Pedro Marques, Miguel Ângelo e Wilson Costa –, revelando que o trabalho de recrutamento está centrado nas equipas com tradição na formação.

"Os jogadores acreditam que aqui lhes foi dada uma oportunidade de continuarem a procurar o sonho deles, independentemente de serem melhores ou piores do que os colegas que tinham no FC Porto. É tudo uma questão de opções e, em cada treino que fazem, demonstram que tinham capacidades para lá estarem", apontou Vasco Seabra, o treinador e principal rosto do sucesso dos sub-19 pacenses, que não se mostra surpreendido pelos recentes resultados obtidos. "Quando entrámos nesta fase sabíamos da valia dos adversários, mas batemo-nos de forma digna e com competência. Queremos jogar sempre para a vitória, independentemente do opositor", referiu.

Os resultados conquistados são o reflexo de um trabalho que começou a ser semeado há cinco anos, graças à aproximação entre a formação e o departamento profissional. Os casos de Diogo Jota e Andrezinho, habituais titulares na equipa de Jorge Simão, são exemplos do que poderá vir a ser um hábito nos futuros plantéis do Paços de Ferreira. "O clube incutiu uma cultura familiar e de proximidade, permitindo que alguns jogadores dos juniores treinem regularmente com o plantel sénior, tendo como perspetiva poderem assinar um contrato profissional. Há uma total mudança de mentalidades na forma de gerir o clube e isso traz muitas vantagens", sustentou o treinador.

Raul à imagem de Jota

Raul é uma das principais referências do plantel do Paços de Ferreira. O extremo, de 17 anos, foi o autor do único golo que derrotou o Benfica, na última jornada da competição do campeonato nacional, e as suas exibições colocam-no na via da comparação com Diogo Jota.

O jogador tem uma relação de proximidade com a jovem estrela pacense, já que ambos residem em Gondomar. "Sou amigo dele e quando recebi um convite do Paços fiz-lhe algumas perguntas para perceber a realidade do clube, e a informação que me passou foi muito positiva. Ainda bem que aceitei o convite e agora espero seguir as mesmas pisadas do Diogo Jota", referiu o jogador, que já esteve nos sub-12 do Sporting. "Foi um ano difícil porque treinava em Gondomar e aos fins de semana ia para Lisboa jogar pelo Sporting", explicou.

Para Raul, "o segredo do sucesso é o grupo ser muito unido". "Sentimos que as maiores equipas não nos deram o real valor quando nos defrontaram. E ainda vamos surpreender mais", promete.

Por José Santos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Juniores

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.