Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

O lesionado que só volta em janeiro, os "ajustes" no mercado e o futuro de Di María: tudo o que disse Schmidt

Jogo com o Moreirense agendado para as 18 horas de domingo em Moreira de Cónegos

A carregar o vídeo ...
Roger Schmidt: «Não estamos concentrados em estarmos em 1.º toda a temporada»
Roger Schmidt fez este sábado a antevisão ao jogo com o Moreirense, partida da 12.ª jornada da Liga Betclic agendada para as 18 horas de amanhã em Moreira de Cónegos.

Regresso ao campeonato, o que podemos esperar do jogo com o Moreirense? "O que esperamos é um jogo muito difícil fora. Penso que o adversário se tem saído muito bem, e já na temporada passada tivemos um jogo difícil contra eles, num estádio muito pequeno. Estão na Liga Betclic e a fazer uma temporada muito boa. É uma equipa muito bem organizada, com muita qualidade individual, são muito perigosos no ataque e muito robustos na defesa. Isso faz com que não vá ser um jogo fácil, mas estamos em boa forma, estamos a jogar bom futebol e é a próxima tarefa a ultrapassar. Compete-nos ter um bom desempenho amanhã".

Bah continua de fora. Tiago Gouveia, que tem tido poucos minutos mas sempre que joga mexe no jogo, pode ser opção para a ala direita? E vai ao mercado em janeiro para comprar alguém para essa posição? "Penso que o Bah estará lesionado o resto do ano. Voltará em janeiro. Tiago Gouveia não é opção para a ala direita e, quanto ao mercado de transferências, não me estou a focar nisso agora".

Schmidt, renovações e o mercado de transferências: «São coisas que acontecem nos bastidores»
Guedes jogou poucos minutos depois da lesão. O que aconteceu com ele, está bem fisicamente? "Teve uma lesão pequena na semana passada, mas na quinta-feira já estava a treinar, apesar de não estar a 100%. Tem dado bons sinais, mas vamos ter de ver como se comporta no treino para percebermos se vale a pena tê-lo na equipa amanhã. Para a semana, no jogo em casa contra o Farense, creio que estará de volta".

Dezembro é um mês de muitos jogos e muitas decisões. Disse que não ia falar do mercado, mas Chiquinho e Rafa são renovações que quer consumar? "São coisas que acontecem nos bastidores. Quero os jogadores que tenho agora, quero mantê-los e é isso que esperava quando começou a temporada. Quando abrir o mercado de inverno, é normal pensar-se em pequenos ajustes. O meu trabalho é estar 100% concentrado nos nossos jogos, nas várias competições, e logo veremos o que irá acontecer na janela de janeiro".

É a primeira vez que o Benfica está em 1.º esta época, é capaz de se manter assim até ao final da época? "Sempre estivemos perto do topo, perdemos o 1.º jogo e depois vencemos todos tirando o Casa Pia. Vencemos o 1.º classificado, passámos para a frente e vai ser uma luta até à última jornada. O importante é acabar em 1.º. Cada jornada é uma hipótese de continuar em 1.º e é essa a situação em que estamos. Neste momento não estou demasiado preocupado com a tabela, o importante é jogarmos bom futebol, evoluir e utilizar cada jogo para acertar alguns pormenores. Temos jogado muito bem - até na quarta-feira -, demonstrado muita qualidade, a pressão tem sido fantástica e temos encontrado soluções ofensivamente. É nisso que estamos concentrados, não estamos concentrados em estarmos em 1.º toda a temporada. Toda a gente vê que estamos a melhorar enquanto equipa, mas também a forma dos jogadores está a melhorar. Alguns estiveram lesionados e agora estão a recuperar, outros precisaram de mais tempo no início da temporada e agora estão em boa forma. Isto significa que estamos de regresso, estamos novamente muito fortes e temos sempre hipótese de vencer. Quanto à tabela, é consequência do que fizermos".

Schmidt e a situação de Di María: «Vamos ver se está feliz o suficiente para ficar mais um ano...»
Tem-se falado muito de uma possível saída de Di María no final do contrato. Já se está a preparar para isso? Que papel vai continuar a ter? "Estamos preparados para tudo. É uma coisa que, quando o mercado está aberto, acontece nos bastidores. Estou muito satisfeito por ter o Di María connosco, gostei muito da sua decisão de ter vindo para cá. Em situações semelhantes, outros jogadores tomaram decisões diferentes, como a Arábia Saudita, que é algo diferente. Ele decidiu regressar a este clube e adorei que o tivesse feito. Claro que o conhecia muito bem, teve uma ótima carreira, mas fiquei muito surpreendido com a sua qualidade e mentalidade, é um jogador extraordinário, essencial e que precisou de algum tempo para recuperar a sua melhor forma. Estamos muito felizes por tê-lo connosco e vamos aproveitar todos os treinos e jogos com ele. Vamos ver se quer ficar mais um ano no Benfica...".
Por André Santos
43
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas