Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

«Tudo o que podiam ter feito de errado, fizeram»: a conferência de Schmidt após o Benfica-Inter na íntegra

Treinador do Benfica não poupou nas críticas à equipa de arbitragem liderada pelo letão Andris Treimanis

A carregar o vídeo ...
Roger Schmidt: «É inacreditável que isto possa ser possível na Liga dos Campeões»

O discurso de Roger Schmidt na íntegra na conferência de imprensa após o empate (3-3) entre Benfica e Inter Milão, na 5.ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Análise ao jogo e críticas duras à equipa de arbitragem
"Foi um jogo de futebol de grande nível e muito interessante. Infelizmente, sofremos o empate no final mas penso que mostrámos hoje que estávamos desapontados com aquelas que tinham sido as nossas exibições na Liga dos Campeões até ao dia de hoje. Mostrámos uma boa reação hoje, uma cara diferente e por que motivo estamos na Liga dos Campeões. Creio que fizemos uma primeira parte quase perfeita, com grande sabedoria tática. Fomos muito criativos e flexíveis com a bola, conseguimos criar oportunidades, mostrámos eficácia nas oportunidades que criámos. Foi um jogo quase perfeito até ao intervalo. A segunda parte sofremos um golo. Depois com o segundo golo temos de perceber e aceitar que também há qualidade no outro lado, na outra equipa. Eles marcaram dois golos, mas nós fomos capazes de criar oportunidades de golo. Depois, cometemos um penálti, num lance que seria falta a nosso favor em zona frontal à baliza do adversário. Depois deu-se o 3-3 e o cartão vermelho. Ainda assim, os jogadores mostraram uma atitude excelente, procuraram sempre a vitória, mesmo quando estivemos reduzidos a 10 jogadores. Durante esse período tivemos, no mínimo, uma chance clara para podermos marcar o 4.º golo no jogo. Na minha opinião, os meus jogadores mereciam ter ganho este jogo, mas infelizmente... o desempenho da equipa de arbitragem... Estou horrorizado com este grupo de arbitragem. Para mim, é inacreditável que isto possa ser possível na Liga dos Campeões. Se precisávamos de provas de que os árbitros não têm estado à altura dos grandes jogos, hoje tivémo-las. Ao todo, estiveram 6 pessoas envolvidas na decisão de assinalar um penálti que não é penálti. Mostraram um cartão vermelho que não é cartão vermelho. Lançamentos e cantos não existem... É inacreditável. Tudo o que podiam ter feito de errado, fizeram. Foi um autêntico desastre. Os meus jogadores mereciam algo melhor hoje."

Olhando para a frente, acredita que esta equipa pode ganhar o próximo jogo e seguir em frente na Liga Europa? Tem esperança que isso possa acontecer?
"Claro, apesar de ser difícil. Sabemos que para além de termos de ganhar o jogo, temos de fazê-lo com uma diferença de três golos [n.d.r. dois golos de diferença chegam], o que é algo muito difícil de se conseguir na casa do Red Bull Salzburgo. Mas essa é a nossa tarefa para o jogo. Dentro de duas ou três semanas teremos de estar preparados para esse jogo para chegarmos à Liga Europa."

Concorda que hoje vimos a melhor e a pior cara do Benfica esta temporada? Consegue explicar a mudança da equipa da 1.ª para a 2.ª parte?
"Eu não vi mudança nenhuma. Vi um adversário que tentou marcar, mas no final acredito que fizemos um grande jogo até ao último minuto, mesmo com um homem a menos. Eles também têm qualidade para marcar golos. Mesmo assim, o Inter não teve assim tantas ocasiões, mesmo na segunda parte, onde demonstraram uma maior eficácia. No final, não ganhámos devido a decisões erradas."

Já criticou o trabalho do árbitro, pergunto-lhe o que disse o árbitro no final do jogo, isto porque foi visível que existiu uma conversa entre ambos...
"Antes que eu pudesse dizer alguma coisa, ele virou-se para mim e disse-me que me mostrava o cartão vermelho. Foi essa a conversa que tivemos."

Adeptos consideram que deviam ter mexido na equipa mais cedo. Admite que o facto de não ter mexido mais cedo pode ter sido fatal para o Benfica? O Benfica vai à Áustria numa altura de inverno, sem adeptos, sem António Silva e precisa de ganhar por dois golos. Como antecipa esse jogo com tantas dificuldades?
"Considerei tudo isso durante o jogo, afinal de contas é esse o meu trabalho: tomar decisões. As minhas decisões foram muito claras. Para mim, estivemos muito bem, então não existiam razões para mudar a equipa mais cedo. Quanto ao RB Salzburgo, tal como eu disse, será um jogo difícil. Não é fácil jogar lá. Tal como disse, não teremos adeptos, mas não podemos fazer nada. Temos de ganhar, com uma diferença de três golos. Será muito difícil, mas faremos o nosso melhor."

Por Record
92
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas