Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

O jogo com o Famalicão, os "bitaites" sobre Taremi e o episódio para os "apanhados": tudo o que disse Sérgio Conceição

Treinador do FC Porto em conferência de imprensa de antevisão ao duelo da Liga Betclic marcado para sábado às 18 horas

A carregar o vídeo ...
Sérgio Conceição e a insólita história da multa de estacionamento: «Isto é para os apanhados, de certeza...»
Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, fez esta sexta-feira a antevisão ao jogo com o Famalicão da 12.ª jornada da Liga Betclic, que se realiza amanhã, pelas 18 horas.

O que espera do jogo com o Famalicão? É uma equipa cada vez mais consolidada? É uma deslocação habitualmente difícil...

"É uma equipa que está cada vez mais sólida na 1.ª Liga, a dar passos muito seguros, com jovens de grande qualidade a surgirem no clube. É uma equipa que tem a terceira melhor defesa da Liga, tem jogadores virtuosos, com qualidade individual. Espera-nos uma tarde difícil em Famalicão, mas cabe-nos termos argumentos suficientes para conquistarmos os três pontos dentro dessas dificuldades".

Famalicão é um adversário que, por querer ter mais protagonismo, obriga a outros cuidados?

"É uma equipa positiva no jogo, e com isto não estou a criticar quem, estrategicamente, define que a equipa tem de estar mais recuada para haver mais espaço nas nossas costas, aproveitando o erro do adversário ou a velocidade dos avançados. Amanhã poderemos encontrar isto, mas não creio. O João [Pedro Sousa] não é um treinador que tire e mude a identidade do Famalicão. É uma equipa que respeita todos os momentos do jogo com qualidade e talvez seja das deslocações mais difíceis que vamos ter, não só pela qualidade do adversário mas pelo pouco tempo de recuperação e preparação. Não nos vamos agarrar a isso, no final do jogo não me vou desculpar com a falta de tempo, quem está num clube como o nosso tem de estar em todas as competições e ser competitivo dentro das mesmas. Cabe-nos definir a estratégia para que no final possamos estar satisfeitos".

Rendimento de Taremi tem sido muito questionado... O que se está a passar com ele, preocupa?

"Não gosto de falar de jogadores a nível individual, gosto de falar deles dentro do coletivo e é assim que vou fazer. Falou de melhor marcador, se calhar de um dos melhores marcadores da história do FC Porto, de um jogador que veio do Rio Ave quando era praticamente desconhecido, e daí o interesse de muitos clubes nele na altura. As pessoas falam um bocadinho e pensam que os atacantes têm de marcar golos e assistências, não é assim. Pelo menos para mim, treinador, e para muitos outros. Dou-lhe o exemplo do último jogo. Vejam a origem do nosso golo em Barcelona. Uma perda de bola no nosso meio-campo, é o Taremi que vai recuperar a bola na nossa grande área, e na mesma jogada é ele que tenta finalizar, quando a bola sobra para o Pepê. O trabalho do Taremi é mais do que fazer o golo ou a assistência. Vai fazê-lo naturalmente porque está mais próximo da baliza adversária, mas todo o trabalho que ele faz, estou extremamente satisfeito. E dou-vos uma novidade. Amanhã o Taremi joga, porque sempre que trabalhar da forma que quero, vai jogar. Escusado será dizer que foi o jogador que correu mais nesse jogo. Correu mais e correu bem. Estou muito satisfeito como treinador. Não ouço os treinadores de bancada que estão em casa à frente do computador e do telemóvel a 'bitaitar'. Isso conta muito pouco".

Estamos quase a fechar a fase de grupos da Liga dos Campeões, o campeonato também já vai a bom ritmo. Como está a equipa nesta altura?

"Acho que está a evoluir, se não não fazia sentido o nosso trabalho. Dos jogadores que têm jogado, vejo um meio-campo mais sólido, o Varela a perceber cada vez mais o que queremos. Tem 22 anos, estamos a falar de um jogador que atua numa zona crucial, que chega a um campeonato completamente diferente e tem de ter o seu tempo. Estou a dar o exemplo dele porque é dos jogadores que se tem falado, e bem. A evolução dele tem sido muito boa. Evanilson tem tido algumas lesões, mas tem jogado com regularidade neste último período, Galeno também está a aparecer novamente. Contra o Montalegre, jogaram alguns que não têm tantos minutos, mas a dedicação e trabalho deles é muito bom. Não se nota a diferença entre os que têm mais e menos minutos. A evolução tem sido positivo mas temos que o confirmar. O público não vê os treinos".

Última jornada do campeonato foi há cerca de três semanas... FC Porto recuperou três pontos nesse jogo, qual a importância deste jogo até tendo em conta que o jogo com o Sporting está para breve?

"É um jogo importante, mas o campeonato é uma maratona. Antes de ir a Alvalade temos o Casa Pia, são jogos sempre difíceis. Cada desafio é difícil e nós tentamos ultrapassá-los. Já foi demonstrado que qualquer equipa pode perder pontos em diferentes momentos do campeonato, nós temos de atingir essa consistência e solidez o mais rápido possível porque estamos atrás. Se daqui a duas ou três semanas, quando formos a Alvalade, houver pontos perdidos pelo caminho... É um confronto direto, onde ganhamos três pontos em jogos grandes, mas isto é uma prova onde as equipas têm de mostrar consistência e nós estamos à procura disso, dentro dessa evolução que falava há bocado".

Como está a equipa fisicamente depois do jogo com o Barcelona?

"Dois jogadores que não fizeram treino e que podem estar para jogo são o Francisco e o João Mário. Vamos ver a evolução deles até amanhã. Estão com algumas dificuldades. Eu? Fisicamente estou bem, apesar da multa de ontem, que foi mais falada... Querem que vos conte? Posso partilhar, não posso? Chego ao Tribunal como testemunha, tenho o meu advogado à espera. O meu advogado, que até queria pegar na multa no final porque achou que era ele o culpado, achou que havia dois lugares para as testemunhas. Estavam dois livres e eu meto o carro num deles. Não estava nenhum sinal no chão e eu vi um sinal grande, indicador daquele lugar. Para meu espanto, a testemunhar acerca de um processo, saio após 40 minutos e há um dos secretários que me diz 'o seu carro está a ser rebocado'. E eu: 'Rebocado?'. Descemos. Entretanto já me estão a levantar o carro e eu chego lá e digo: 'É melhor meter o carro no chão, eu estou aqui'. 'Mister, já registámos a multa, vai ter de pagar', disseram-me. Então fomos ver e tinha lá escondido um sinal, que tinha a ver com um dos lugares, que era para deficientes. E eu perguntei: 'Mas é o primeiro ou o segundo? Não está referido no chão'. Eu meti num deles e ficou o outro livre. Resumindo: meto o cartão na máquina do polícia que me está a passar a multa e ele diz-me: 'Portista, FC Porto, vamos lá FC Porto. Tenho um grande amigo no FC Porto'. 'Ah é, quem é?'. E ele: 'Ah, é o Rui Cerqueira'. Então mas eu fui testemunhar a favor do Rui Cerqueira... 'A multa já está registada mister'. [Pensei] Isto é para os apanhados de certeza... É para verem, foi esta a situação. Mas vamos contestar".
Por Record
4
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas