Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

Pinto da Costa: «Apesar da minha idade, nunca vim a uma Assembleia Geral falar com um papel à frente»

O discurso do presidente do FC Porto aos sócios do clube no final da Assembleia Geral que decorreu esta quarta-feira no Dragão Arena

A carregar o vídeo ...
O discurso de Pinto da Costa, com 'boca' a Villas-Boas: «Não venha com os papéis que lhe metem à frente e diga o que lhe vai na alma»

Pinto da Costa discursou aos sócios no final da Assembleia Geral do FC Porto. O presidente portista agradeceu aos 819 sócios que compareceram esta quarta-feira ao Dragão Arena para participar na AG do clube, teceu elogios à postura de Nuno Lobo, candidato à presidência do FC Porto, e deixou várias críticas à postura de André Villas-Boas durante a sessão de hoje. Antes de concluir o seu discurso, Pinto da Costa aproveitou ainda sublinhar o papel importante que Fernando Madureira, líder da claque Super Dragões, tem tido no clube.

"Ficou hoje aqui demonstrado que o clube é dos sócios, dos que votam a favor, dos que se abstêm e dos que votam contra. O clube é dos sócios. A todos os que vieram aqui hoje, queria cumprimentar e agradecer por esta grande fornada de vitalidade. Naturalmente que ela não vai dar para alimentar as televisões e os jornais, mas embora o Correio da Manhã hoje à tarde tenha avisado que ia acompanhar esta Assembleia de segundo a segundo, de certeza que não vão usar muitos minutos porque não têm com que nada denegrir a imagem do FC Porto", começou por dizer o líder portista aos associados que marcaram hoje presença no Dragão Arena.

E prosseguiu: "Queria agradecer ao Senhor Doutor Luís Pereira a análise que fez e o que nos transmitiu. Ao Senhor Alcino Sousa, que falou da minha idade e que uma perna pede licença à outra, eu devo lhe dizer que, apesar da minha idade, nunca vim a uma Assembleia Geral falar com um papel à frente. Enquanto conseguir andar e a minha perna pedir licença à outra, não sou um boneco de matraquilhos. Ao Senhor Doutor Martins Soares, que foi meu opositor duas vezes nas eleições, que demonstrou sempre um amor ao FC Porto indiscutível (...). Tenho muito orgulho em tê-lo tido como adversário pela sua postura sempre ao serviço do FC Porto. O outro adversário que eu tive nas eleições foi o Senhor Doutor Nuno Lobo, que marcou aqui presença hoje como portista que é, de facto, e mostrou um sentido de estado, digamos assim, um sentido que não é de terra queimada, um sentido de que não quer alimentar as Bolas, os Records, e os Correios da Manhã e absteve-se nesta votação."

"O Senhor Doutor Angelino Ferreira está muito preocupado com o futuro do FC Porto, sempre esteve. Eu lembro-me, lembrar-se-á também, embora tenha dito já que não, que quando eu tive a ideia em boa hora de avançar com o Museu, disse-me que isso era um tufão que ia passar pelo FC Porto e eu respondi-lhe que tufão só conhecia aquele da telenovela que estava a decorrer nessa altura. Ó Fernando Madureira, eu não vi o que o Fernando Moreira disse porque tive que ir lá fora, mas há uma coisa que eu quero aqui dizer publicamente. Cheguei ao FC Porto como presidente porque ao FC Porto, como associado, cheguei há 70 anos e como dirigente so u-o desde 1962. Queria dizer que em todas as alturas, o Fernando Madureira foi um guarda pretoriano do FC Porto. Muitos beneficiaram dessa farda, beneficiaram desse amor ao FC Porto, beneficiaram do apoio que sempre dá às nossas equipas, seja qual for o treinador. Obrigado, Fernando Madureira."

Henrique Ramos
"O Senhor Henrique Ramos, que na última Assembleia involuntariamente participação na confusão que se gerou veio hoje aqui calmamente dizer o que pensa na maior liberdade que todos têm. Aqueles que escrevem que o FC Porto é uma ditadura, eu não sei se eles queriam dizer dentadura, mas dizem ditadura, ele veio hoje aqui provar serenamente que todos podem falar, todos podem criticar e todos podem dizer o que lhes vai na alma."

Críticas a Villas-Boas
"Ao Senhor associado Villas-Boas queria em primeiro lugar lhe felicitar porque pela primeira vez na sua vida de portista veio a uma Assembleia Geral. Veio para dizer mal, veio para propor a recusa das contas sem pensar nos prejuízos que isto trazia para o FC Porto. Naturalmente que espero que reconsidere, que não venha com os papéis com números que lhe põem à frente. Sempre que venho à Assembleia Geral, o papel é com números que aqui falaram. Que venha às Assembleias Gerais dizer o que lhe vai na alma, não com os que os outros lhe escrevem no papel para ele vir aqui dizer. Eu não estou em campanha eleitoral, não estou. Tenho muito orgulho em ser presidente do FC Porto em eleições sem ter necessidade de contar com o apoio do Correio da Manhã, da Bola e do Record. Esta é uma medalha de que me orgulho muito e que continuarei a fazer para que cada vez mais eles sejam mais inimigos meus porque é sinal de que eu estou a prestar serviço ao FC Porto.

Fernando Madureira
"Senhor Presidente, muito obrigado pelo seu apoio e a todos vós. Um abraço sincero. Temos de estar todos à volta do clube, à volta do sucesso do FC Porto, à volta e juntos à nossa equipa de futebol e não é com ações destrutivas que se pode ajudar a equipa a conseguir um objetivo importante que vamos ter no dia 13 de dezembro. Nós vamos vencer porque a nossa aposta no campo desportivo foi uma aposta firme e consciente do que somos capazes de fazer. É nisso que vamos prosseguir, é nisso que vamos continuar a trabalhar. É com desprezo total aos Correios da Manhã, às Bolas e aos Records que nós vamos continuar a trabalhar e felizes por não ter o apoio deles. Infelizes seríamos se tivéssemos que contar com eles para fazerem campanha por nós. A todos, o meu muito obrigado."

Por Record
26
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas