Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

Quarteto portista absolvido por não ter aparecido na flash interview depois da derrota na Luz

Rui Cerqueira, diretor de comunicação do FC Porto, confirmou que não avisou que os atletas tinham de estar presentes nas entrevistas rápidas

Rui Cerqueira
Rui Cerqueira • Foto: Luís Manuel Neves
O Conselho de Disciplina da FPF abriu um processo de inquérito para decidir se avançaria com um processo disciplinar aos jogadores do FC Porto, que não marcaram presença na flash interview, depois da derrota no Estádio da Luz, dia 29 de setembro. Mas o processo acabou arquivado, pois Rui Cerqueira, diretor de comunicação do FC Porto que já havia sido multado em processo sumário, admitiu que não indicou a nenhum dos jogadores solicitados pela BTV a participarem nas entrevistas rápidas no final do encontro. 

Segundo o acordão, redigido por João Gouveia de Caires, a BTV tinha indicado que pretendia falar com um dos seguintes jogadores no final do encontro: Diogo Costa, David Carmo, Zé Pedro e Alan Varela. Mas nenhum compareceu na flash interview, o que acabou por levar à abertura do processo de inquérito. Mas Rui Cerqueira foi ouvido e admitiu que, apesar de ter recebido um conjunto de nomes, dos quais não se recordava, não deu indicação a nenhum portista para responder à televisão do Benfica, após o desaire. 

Dessa forma, o Conselho de Disciplina da FPF defende a "inexistência de indícios da prática de qualquer infração disciplinar" por parte dos jogadores, pelo que acabaram por arquivar o processo. 

Refira-se que o FC Porto já tinha sido multado em 12.750 euros pela ausência de treinador e jogador na flash interview, enquanto Rui Cerqueira tinha sido multado em 230 euros pelo mesmo motivo.
Por Valter Marques
11
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas