Keirrison e o regresso à Luz: «Vai ser bom poder jogar contra uma grande equipa»

Avançado esteve apenas seis meses no Benfica e não conseguiu impor-se a Nuno Gomes, Cardozo e Saviola

Keirrison passou pelo Benfica em 2009
• Foto: Pedro Simões

Keirrison regressa esta sexta-feira ao Estádio da Luz, local onde em 2009 teve o primeiro contacto com o futebol europeu. Agora, mais velho, mais experiente e mais maduro, o avançado brasileiro veste as cores do Arouca e não se atemoriza com a grandeza do opositor. Vencer é o único objetivo.

"Defrontar o Benfica é normal. Vai ser bom poder jogar contra uma grande equipa. O meu objetivo é fazer o melhor pelo Arouca. Não importa o adversário, para que possamos vencer. Queremos uma vaga na Liga Europa novamente", dispara o dianteiro, que se estreou pelo emblema do distrito de Aveiro, na jornada anteior, diante do V. Setúbal.

Concentrado naquilo para que foi contratado no mercado de janeiro, Keirrison revela que a sua aventura em Arouca poderá não durar mais de seis meses. Em declarações à ESPN Brasil, o dianteiro não desvenda, porém, qual poderá ser o passo seguinte numa carreira que, após a passagem pelo Benfica, prosseguiu em Itália, ao serviço da Fiorentina.

"Estou focado no clube e nos companheiros para nestes meses fazer o melhor possível. Quero fazer tudo o que sei: golos e procurar abrir espaços para os companheiros, dando-lhes passes. Quero desfrutar a cada dia e grandes coisas estão por vir. Na hora certa vocês saberão", disparou, enigmático, o avançado do conjunto arouquense, que guarda as melhores recordações da primeira passagem pelo nosso país.

"Fico feliz por voltar a Portugal. Quando tive a minha primeira passagem, por mais que não tenha sido longa, foi boa, pela cultura e por tudo que aprendi em Lisboa. Estou feliz por voltar a este pais e ter contacto com o povo. Há algum tempo que desejava voltar. É muito desenvolvido, poderei aprender muitas coisas", argumentou o avançado brasileiro que insiste em valorizar e muito a experiência anterior, de águia ao peito.

"É lógico que gostaria de atuado um pouco mais, mas naquela época havia vários atacantes [Nuno Gomes, Oscar Cardozo e Saviola, entre outros] em bom momento. Creio que isso dificultou um pouco, mas procurei aprender no tempo que passei lá. Procuramos sempre mais na vida e, no trabalho, as coisas não acontecem da forma que imaginamos. Mas foram momentos bons. Desenvolvi-me como profissional dentro de campo. Foi uma passagem interessante. Agradeço muito o que vivi lá", assegura Keirrison, que, após regressar ao Brasil representou Santos, Cruzeiro, Coritiba e Londrina.

Por João Lopes
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arouca

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.