A curiosa revelação de Rui Costa sobre a infância: primeira palavra que disse já era presságio

Candidato puxa pelo seu benfiquismo

• Foto: Vítor Chi

Rui Costa mostra-se satisfeito no meio do povo benfiquista, o qual reconhece ser a génese do clube da Luz. E antes de comer um arroz de marisco, acompanhado pelos sócios, o candidato a presidente falou também do seu benfiquismo e até revelou qual foi a primeira palavra que disse em criança.

"Isto de facto é o Benfica. Nasci, formei-me e a minha primeira palavra até foi 'fifica', mas andar a passear pelo país e ver este benfiquismo todo é um motivo de orgulho e faz-me cada vez mais benfiquista. Como todo o amor pelo mundo fora que nós vemos. Tive esse prazer, orgulho enquanto jogador e fazemos questão de passar essa mensagem aos jogadores, sobretudo os estrangeiros, que o Benfica não se resume ao estádio, a Lisboa. E eles vêm que jogam em casa em todos os campos. E isso é algo que levam sempre com eles. Mas hoje com esta posição que tenho, obriga-me a ser ainda mais responsável, porque sei que o clube está apoiado por todo o mundo. E isso deve-se aos nossos adeptos. O pilar principal do meu projeto é essencial estar perto dos adeptos, sócios, em todo o lado", salientou, ao lado do presidente da casa do Benfica de Peniche, Humberto Tormenta, deixando uma garantia a todas as filiais do clube: "Aqui fica a minha promessa, que as casas do Benfica só podem crescer, nunca parar. São as grandes embaixadas do clube".

O candidato da Lista A, que esteve acompanhado por Fernando Seara e Domingos Almeida Lima, falou ainda de outros projetos que tem caso seja eleito. E há um que até vem de trás: a criação de um Centro de Alto Rendimento: "O clube não para nem pode parar. Temos 10 equipas profissionais de modalidades e não temos espaços suficientes para as nossas equipas e isso obriga-nos a ter espalhadas por Lisboa várias equipas das modalidades à procura dos pavilhões para se poder competir. É algo que não me agrada, o Benfica não pode estar quase sem casa, faz parte do meu projeto a construção de um centro de alto rendimento que possa alojar todas as nossas equipas. Se queremos ser cada vez melhores, nada é possível sem condições para que o trabalho seja bem desenvolvido", sublinhou Rui Costa, que quer também as antigas glórias perto dos adeptos: "A proximidade dos ex-jogadores é algo que irei vincar muito. Não se irá dar emprego a toda a gente. Mas queremos que as pessoas que amam o clube vejam as antigas referências".

Por Valter Marques
11
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas