Advogados em silêncio

Em causa a fuga no caso dos emails

O escritório de advogados Vieira de Almeida declinou ontem fazer comentários ao envolvimento do seu nome numa alegada comunicação interna da Polícia Judiciária, em que se dá conta da violação do segredo de justiça, no caso dos emails. "Não podemos falar dos clientes que assessoramos por questão de ética e sigilo profissional", disse, a Record, fonte do dito escritório.

Divulgado na blogosfera, o documento relata uma alegada denúncia telefónica anónima, dando conta de atos que configuram crimes de violação de segredo de justiça, violação de segredo por funcionário e de corrupção passiva para ato ilícito e, também, a existência de um canal privilegiado no Campus de Justiça, por parte de responsáveis do Benfica. Na carta, sublinha-se que os encarnados já terão passado peças processuais a escritórios de advogados, que lhes prestam serviços jurídicos.

9
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas