Arnaldo Teixeira: «Forçámos de todas a maneiras e feitios»

Explica que os jogadores foram "incansáveis" mas "não foi possível" evitar a derrota

• Foto: Rui Minderico

Arnaldo Teixeira garantiu que o Benfica tentou "de todas as maneiras" marcar golos esta segunda-feira no Bonfim, lamentando que as águias tenham sofrido um tento no que diz ter sido o único remate enquadrado dos sadinos.

"Forçámos de todas a maneiras e feitios para fazer golo, mas não conseguimos. O Vitória, no único remate enquadrado, fez golo, com um jogador unicamente na área. Há que dar mérito ao Vitória, soube sofrer, teve atitude, fechou bem os espaços. Procurámos de todas as maneiras um golo e desbloquear o jogo. Não foi possível", frisou o técnico adjunto dos encarnados à Sport TV, recusando que a equipa esteja numa baixa de forma.

"Cada jogo tem o seu contexto. Não há formas ou picos de forma. Nós, enquanto treinador, equipa, jogadores, procuramos encontrar as melhores soluções para o contexto. Hoje não foi possível", acrescentou.

Questionado sobre a pressão de ter agora o FC Porto a um ponto, Arnaldo Teixeira garantiu que os jogadores estão preparados para todos os cenários: "Acima de tudo no nosso clube não existem algumas palavras no dicionário: pressão, euforias... Não. Somos conscientes, sabemos desde o princípio da época que o campeonato vai ser longo, difícil, vai ter luta até ao último segundo da última jornada, mas estamos preparados para responder sempre a essas situações".

Rui Vitória não pôde estar no banco por castigo, algo que o adjunto do treinador admite que possa influenciar, apesar de toda a equipa técnica comungar das mesmas ideias: "O líder é o líder. Se é o nosso líder é evidente que afeta de alguma forma a sua não-presença no banco. Agora em relação às ideias somos uma equipa técnica, perfeitamente enquadrados dentro da cabeça do próprio Rui e portanto conseguimos com menor ou maior dificuldade resolver essas situações".

Por fim, o técnico desdramatizou as duas derrotas seguidas das águias, realçando o comportamento dos jogadores: "Os jogadores foram inexcedíveis e incansáveis desde o primeiro minuto. Logo no princípio temos duas oportunidades e não concretizámos, e aos 90’+5 continuámos em cima do V. Setúbal. Agora estamos tristes, não é isto que queremos e não é para isto que trabalhamos. Mas o futuro faz-se a caminhar e nós vamos continuar o nosso caminho".

Por Luís Miroto Simões
17
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas