As reações do universo benfiquista à decisão solitária de Vieira: «Presidencialismo foi reforçado»

Personalidades abordam opção do presidente das águias em manter Rui Vitória

• Foto: Paulo Calado
Após a confirmação por parte de Luís Filipe Vieira de que Rui Vitória vai continuar a ser o treinador do Benfica, várias personalidades do universo das águias reagiram às palavras do presidente.

Rui Gomes da Silva, TSF 
Candidato à presidência do Benfica

"O regresso de Jorge Jesus ao Benfica é inevitável, mas a sua contratação será o pior erro da direção de Luís Filipe Vieira. Será uma vergonha se os adeptos benfiquistas aceitarem essa decisão do regresso de Jorge Jesus. Alteração de planos de Luís Filipe Vieira do dia para a noite? É caricato. Toda a restante direção discordou da decisão do presidente neste tema"


Bruno Costa Carvalho, Facebook
Ex-candidato à presidência

"Confesso que estou atónito. Não entendo como é possível alguém ser Presidente de um clube há tantos anos e cometer tantos erros num só dia. A crise foi totalmente auto-infligida. Se era para manter Rui Vitória qual a razão de todo este circo? Iam despedi-lo ontem à noite, mas uma luz providencial fez com que Vieira mudasse de opinião. Tudo explicado às claras neste tom surrealista.

Há, nitidamente, a sensação de que Vieira pensa que é dono do clube e que pode gerir com base num palpite. Pois bem, esse palpite indexou o destino de Luís Filipe Vieira ao destino e aos resultados desportivos que Rui Vitória for capaz de alcançar. Sinceramente eu não confiaria assim tanto o meu destino num treinador que está longe de ser o que o Benfica precisa.

Já tinha feito dois avisos a Vieira. Agora nada tenho mais a dizer para além do meu profundo desacordo e a frontal oposição ao rumo tomado. Os Benfiquistas conhecem-me e sabem que elogio se estiver de acordo, mas esta decisão é terrível e provavelmente irá fazer com que Vieira caia da cadeira da presidência a curto prazo. Por culpa própria, diga-se."


Manuel José, RTP3
Ex- treinador do Benfica

"Este discurso fragiliza Luís Filipe Vieira, que vai metendo os pés pelas mãos. Eu tenho uma longa experiência, já trabalhei na Arábia Saudita. Negociar com árabes, aquilo é partir pedra, pedra… Quando pensamos que a pedra está toda partida, aparece mais pedra para partir. É o que deve ter acontecido com Jesus para se desvincular do Al Hilal, não deve ter conseguido. Isto só fragiliza mais o Rui Vitória. Agora vão ter quatro jogos mais acessíveis, se os ganhar, as coisas acalmam. Os adeptos querem o Rui Vitória fora do Benfica.

A contratação de Jorge Jesus ia fragilizar imenso o presidente do Benfica porque as pessoas têm memória, não se esquecem. Vieira está a segurar Vitória, mas ao primeiro desaire, ou ele cede e fica mais barato para o Benfica, ou… Não acredito que o Rui Vitória tenha escolhido aqueles jogadores, que não prestam para nada. Onde é que o Benfica tem um grande plantel? Não tem grande plantel nenhum."


Pedro Guerra, TVI
Antigo diretor de conteúdos da BTV

"Grande intervenção do presidente do Benfica. O desporto nacional não está habituado a esta frontalidade. Presidente foi verdadeiro e falou para a nação benfiquista. Determinante é que há treinador, projeto e acho que esta é a época da reconquista. Quando Vieira diz que temos de jogar à Benfica, lançou um repto à massa adepta. Jogo com o Feirense será difícil e a previsão é entre 50 e 55 mil espectadores, ou seja, os benfiquistas não desistiram. A minha única divergência aqui é que Vieira não disse que Vitória estava demitido mas sim que a decisão ontem estava praticamente tomada. O mais importante agora é olhar para a frente. Benfica atravessa uma fase má e não pode perder-se nestas questões. Importante é saber como se vai superar este ciclo. Reconheceu que falhámos na Champions e passou a mensagem de que o falhanço é coletivo."


Jaime Antunes, CMTV
Antigo dirigente

"Acho que Vieira e Vitória estão agora mais ligados para o mal, porque a situação é altamente delicada. Esta conferência ou foi mal preparado ou mal executada. O que era relevante dizer far-se-ia num comunicado ou então, a dar conferência, tinha de ter uma forma de falar do futuro e de soluções. A gestão do Benfica precisa de uma mudança significativa. Manter Vitória é um erro de gestão, pois há aqui um risco enorme. Uma decisão destas devia ser tomada em reunião do Conselho Administrativo da SAD e não num feeling ou sonho de alguém, com muito respeito por decisões anteriores que bateram certo, mas a história não se repete. Os outros administradores servem para quê? Se é para ter uma gestão unilateral, então acaba-se com o Conselho de Administração da SAD e muda-se os estatutos."


José Calado, CMTV
Antigo capitão

"Muita gente estava à espera disto, dado o historial de Vieira, nomeadamente com Jorge Jesus. Na altura a decisão foi ótima... espero que esta também tenha sido. Acho que o presidente quando toma as suas decisões não é influenciado pela opinião pública. Há aqui coisas que deveriam ter sido feitas com antecêndeia. Esta reunião com Vitória deveria ter sido feita na paragem do campeonato. Se ele sentisse que não havia por parte de Vitória capacidade para dar a volta ele já não seria treinador.

Tenho a certeza que Vitória questionou Vieira do porquê de deixar tanta especulação sobre um treinador que iria entrar no Benfica, ou seja Jorge Jesus. É uma falta de respeito deixar avançar a especulação deixando Vitória numa posição de minoridade. Os jogadores percebem isto, que o treinador está na corda bamba. Posso aceitar a decisão de manter Vitória mas a reunião peca por tardia. Esta decisão é também um acrescento de responsabilidade para jogadores e todos os restantes."


José Eduardo Moniz, TVI

Vice-presidente

"É uma decisão que não me surpreende. Só quem não conhece Luís Filipe Vieira é que acha que ele iria tomar uma decisão em contrário. Ele é de facto quem manda no futebol e quem tem o pelouro na administração da SAD relativamente a essa área. Gere o futebol como acha que deve ser gerido. Não se trata de ser uma boa ou má decisão. É uma decisão e está tomada. Nós todos funcionamos como um conjunto. É como um conjunto que temos de encarar essa decisão que foi hoje anunciada."


Diamantino Miranda, TVI24
Antigo jogador

"Ganham-se jogos treinando bem e tendo jogadores. No Benfica não será pelo número de jogadores, mas pela falta de qualidade de alguns. Talvez Rui Vitória consiga corrigir.

Decisão de Vieira? Não acredito que foi só por convicção. Isto será Vieira a puxar dos galões: 'Tive uma luz durante a noite que me iluminou, fica com Vitória que vais ser campeão'. Não acredito que tenha sido isso. Acredito que a reunião de ontem tenha tido algumas extensões e depois ele refletiu sobre o que foi dito. Pelo que percebi, não estava taxativamente decidido que Rui Vitória estava despedido.

É verdade que durante a noite amadureceu a ideia e conversa que tinha tido ontem à noite. E depois na conversa com Rui Vitória, o treinador teve argumentos. Rui Vitória deve ter dito que se sente com força, mas da conversa aos jogos vai uma diferença enorme."

 
João Malheiro, CMTV
Antigo diretor de comunicação

"Esta conferência muda o paradigma de comunicação presidencial no Benfica. O discurso costuma ser escrito e com ausência de perguntas. Vieira quis revelar uma face mais aberta, mais democrática, indo até ao ponto de sublinhar que ontem houve fugas de informação, o que é castigador para quem participou nas reuniões. Alguém deixou escapar.

Ficámos a saber que se reforça a nota do presidencialismo no Benfica. Tiago Pinto e os outros membros da estrutura saíram ontem das reuniões com a convicção de que Rui Vitória não seria o treinador. Há aqui uma decisão pessoal. Vieira não falou em sonho, nem inspiração divina, mas assume que durante a noite teve uma luz. Luz no Benfica só conheço o estádio e não vejo como é que uma luz pode inspirar. A partir de hoje a responsabilidade do que acontecer é exclusivamente de Luís Filipe Vieira.

A mesma coisa com Jesus há uns anos? O contexto era diferente. A contestação até era maior do que neste momento, mas foi no final de uma época. Agora a bola está a rolar, no sábado há um jogo importante. Não entendi isto de a equipa ir para o ginásio. Mas não me quero meter por aí."


Domingos Amaral, Sport TV
Adepto

"Surpreendido. Ontem à noite e hoje de manhã era dado como adquirido que Rui Vitória saía do Benfica, o que não seria inesperado. Vieira explicou que dormiu no Seixal e se calhar apareceu algum fantasma que o fez mudar a decisão. Não sei de quem será o fantasma mas suspeito que seja de Jorge Jesus. Uma das coisas graves que se têm passado no Benfica é a esta alimentação do sebastianismo em relação a Jesus, alimentação essa que foi feita pelo presidente quando disse que admitia qualquer cenário no futuro. Os benfiquistas hoje em dia dividem-se entre os que querem que Jesus volte e os que não querem, mas 99 por cento querem que Rui Vitória saia. Não me parece que isto vá acabar muito bem.

Tenho imensa admiração e respeito por Rui Vitória e já lhe disse pessoalmente. Mas a longo prazo, se virmos as três épocas e meia, a percentagem de vitórias está sempre a diminuir. A tendência é preocupante. A curto prazo... Em Inglaterra há uma famosa frase que diz que um treinador está sempre a seis jogos de ser despedido e esssa sequência está à nossa frente. Há uma sequência má de Rui Vitória. O que me espanta é esta sequência ter sido tão longa. O futebol é isto: se os treinadores não conseguem inverter a espiral negativa, são substituídos. Este era o momento. Vieira deu a entender que a decisão é dele, o que torna a coisa mais complexa. Não sei o que vai acontecer."

(Notícia atualizada às 00h26)
16
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas