O "abalo" com a detenção de Vieira, a situação de Textor, mercado e objetivos: tudo o que Rui Costa disse na entrevista

Presidente do Benfica na TVI, na primeira vez que falou à comunicação social desde que assumiu o cargo

• Foto: Vítor Chi

Ao Minuto

29.07.2021
Fim da entrevista

Rui Costa admitiu que a situação da detenção e acusação de Luís Filipe Vieira foi "dramática" e deixou todos "perplexos". Numa entrevista à TVI, o presidente do Benfica explicou que o anterior líder "nunca será excluído", apesar de não ter sido referido no seu primeiro discurso. Sobre John Textor, afirmou novamente que não era oportuno, revelou que a SAD continuará ativa no mercado e disse acreditar totalmente no apuramento para a Champions.

29.07.2021
O que diria se reencontrasse agora Vieira: «Dava-lhe um abraço de força e coragem»

"Se fosse agora, dava-lhe um abraço de força e coragem. Sei que dos aspetos pessoais, em termos profissionais e de Benfica, não duvido o quanto está a sofrer por isso. Por tudo o que tentou fazer pelo Benfica. Esclarecia as coisas com ele, do que se falou. Não sou ingrato, não estou com esse trauma, estou de consciência tranquila. Conheceu-me ainda não era jogador do Benfica. Mas acima de tudo dar um abraço de coragem, não vou renegar a amizade com Vieira."

29.07.2021
Ideia para o Benfica

"Tudo aquilo que estiver a falar do que quer que seja pós-eleições é futurologia. Com os anos que tenho dentro de casa, de certeza que aprendi muita coisa boa. Aprendi a estar envolvido naquilo que são as decisões do Benfica. Volto a referir. Tudo o que seja pensar em eleições é atrasar o meu processo e o meu foco para aquilo que é essencial neste momento para a história do Benfica. Os adeptos e sócios não querem saber quem vai ganhar as próximas eleições. Querem saber se entramos na Champions e é neste foco que tenho de me concentrar assim como foi o empréstimo obrigacionista, que foi uma enorme vitória no clube, essencial para a vida do clube."

29.07.2021
Jorge Jesus e Liga dos Campeões

Jorge Jesus:

"Jorge Jesus é o treinador do Benfica e continua a ser. Não se pensa noutra cosia que não seja isso. É um treinador com enorme sucesso. A época correu extremamente mal a todos por variadíssimas razões. Estamos a partir para uma nova época cm uma ambição tremenda, a ambição que todos os benfiquistas querem. Jorge Jesus é o treinador do Benfica."

Champions:

"Estamos com os nosso objetivos e ainda não começámos a época e já discutimos se fica ou não. Vamos chegar à champions e Jorge Jesus fará o seu caminho no Benfica como fez no passado. Este clube não pode falhar este ano."

29.07.2021
As gravações de Pinto da Costa na Luz: «Eu não aceitaria»

"Não conheço os contornos que levaram à autorização dessas filmagens, se eu aceitaria ou não, não aceitaria. Também não faria no Dragão uma reportagem sobre mim. Sporting? Não pretendo fazer uma coisa destas comigo próprio. Com o maior respeito por todas as instituições, não vejo esse drama todo, mas não vejo que seja algo que se possa fazer de forma leviana."

29.07.2021
Mercado: «Até final haverá mais mexidas»

"Tivemos como prioridade preencher o meio-campo, considerada uma das nossas lacunas, e trouxemos dois médios, que podem fazer parte destes jogos da Champions. O mercado não está fechado, temos de ser cautelosos mas ambiciosos, até final haverá mais mexidas, independentemente da Champions. E serão dirigidas por mim. Sou o presidente, assumo as responsabilidades."

29.07.2021
Empréstimo obrigacionista: «Tememos não conseguir alcançar»

"Tememos não conseguir alcançar mas foi mais uma grande vitória e especial, pelo momento do clube. Corríamos o risco de não atingir, por isso foi um alento para nós".

29.07.2021
«John Textor? Até pela forma como nasceu o processo, não era oportuno»

"Não tive nenhum contacto. Não é querer ou não, acho que agora não é oportuno e quem estiver a frente depois das eleições decidirá. Agora, até como nasceu o processo, nao era oportuno. Nada contra Textor, ele não criou nenhum dano. É mais uma adepto. Só depois quem falar com ele perceberá. Neste momento os focos não são esses. Pela forma como nasceu o processo não era oportuno, era fora do contexto do que se vive."

29.07.2021
Admite rever estatutos e recusa ser "príncipe herdeiro"

As palavras de Vieira em relação ao sucessor

"Agradeço, se o disse e foi dizendo ao longo dos anos, uma pessoa com a experiencia de Vieira é porque sabe o que estava a dizer. Agradeço do fundo do coração. Deixe-me dizer também, mesmo com todo o carinho que tenho por Vieira e agradecendo as palavras dele, podia não ter marcado eleições e poderia ter feito o mandato até ao fim. Jamais aceitaria neste clube ser príncipe herdeiro. Se tiver de ser presidente do Benfica um dia, será por única e exclusiva vontade dos sócios do Benfica. Não mais do que isso."

Admite rever os estatutos?

"Sim, mas não será neste período. Teremos tempo para isso, admito, temos de adaptar os estatutos às novas realidades, aquilo que são os desejos dos nossos sócios. Tudo a seu tempo. Temos de estar presentes nas Liga dos Campeões."

29.07.2021
Os documentos assinados e a transparência

Contratação de jogadores estranhou?

"Isso faz parte da vida de um clube. Isso é sabido. Jamais posso pensar que estou a assinar uma coisa que não é legal e que não tem o objetivo de servir o clube. Jamais isso pode acontecer."

Auditoria porquê?

"Para perceber exactamente o que se está a passar neste processo porque nós não temos nada a esconder em relação a isso."

Algum dúvida inicial ou é um ato de transparência?

"É, acima de tudo, um ato de transparência, uma das coisas que quero trazer neste momento para o Benfica. O Benfica tem de voltar a ser falado pelas boas razoes e não pelas más. Uma das minhas premissas é que quero que tudo o que seja feito no Benfica seja para os nossos sócios e adeptos. Ao fim deste tempo todo é aquilo que todos os benfiquistas mais precisam neste momento. Não vou, de maneira nenhuma, abdicar da transparência máxima pelas minhas ações."

29.07.2021
Reação de Vieira "eles fizeram-me isto?": «Estando naquela situação, ele não podia ter outra reação»

"Sabemos quantos anos Vieira esteve à frente e o que deu ao clube. Estando naquela situação, não podia ter outra reação. Não acredito que seja uma posição fácil, mas também não era para nós fácil assumir esta posição. Na minha apresentação o misto de emoções era tal que se tornou difícil expressar-me. Compreendo perfeitamente a sua reação. Ele sabe que eu jamais seria ingrato com ele. Vivemos momentos difíceis mas também felizes. Naquele momento tive de separar as águas das emoções e defender os interesses do Benfica. Naquele momento só contava o Benfica."

29.07.2021
Empresa Footlab: «Este caso é uma canalhice»

"Considero este caso uma canalhice. Não vale tudo para denegrir a minha imagem. O Footlab não é uma casa de agenciamento mas sim um espaço aberto ao público para aluguer de campos, para aniversários ou clubes, para divertimento e não agenciamento. Acredito que quem referiu isso sabe perfeitamente o que é o Footlab. Criei-o para o futuro dos meus filhos e não preciso de tirar de lá o meu nome ou escondê-lo. É das partes que mais me toca. Não sou imune a críticas, quero ser avaliado como presidente mas não conseguem tocar na minha honra e sobretudo no meu amor pelo clube. Não preciso de recuar ao verão de 1993 ou quando voltei. Não permito isso a ninguém."

29.07.2021
O discurso de apresentação sem citar Vieira: «Não foi excluído do Benfica»

Discurso sem citar Vieira

"Compreendo que na cabeça de muita gente possa ter feito sentido. Não foi de todo a exclusão de Vieira. Isso nunca será feito. A obra nunca será apagada por ninguém. A história vai acabar por dar a Luís Filipe Vieira os méritos que teve naquilo que desempenhou no Benfica. Como ninguém está acima do Benfica, no meu discurso a única coisa que se pretendeu foi defender o Benfica de forma intransigente. Estávamos no período do empréstimo obrigacionista, de negociações com jogadores, de entradas e saídas, com vários clubes. O facto de não o ter referido não foi para o apagar da história, mas a pensar no presente e no futuro, mostrando que não havia um vazio de presidência. Não vou esquecer Vieira pela ligação humana que tenho com ele. Não houve intenção de excluir Vieira do que quer que fosse. Houve a prioridade que era defender os interesses do Benfica no momento e até defender a causa de Vieira."

29.07.2021
«Detenção de Vieira? Fiquei perplexo, assim como qualquer benfiquista»

Quando falou com Vieira pela última vez?

"Antes de tudo, forte abraço para a família de Bento Leitão, um homem extraordinário. A última vez que falei com ele foi na véspera de ser detido, pois nessa quarta-feira, quando cheguei, já não consegui vê-lo. Uma conversa normal, de trabalho."

A reação à detenção

"Fiquei perplexo, assim como qualquer benfiquista. Jamais poderia esperar passar aquela quarta-feira, que Vieira fosse detido. Como compreende, foi uma emoção dramática quando soubemos o que se passava com ele. Claro que desejei que fosse um equívoco. Na altura, a nossa perplexidade era de mais uma busca, mas pensando que era sobre os processos em curso. Não escondi que desde jogadores a funcionários foi um abalo completo".

Processo

"Até hoje não é acusado. Quer para ele e até para o Benfica, continuamos na esperança que o processo não passe disto. Naquele dia foi um choque para todos nós, um dia dramático para todos. Jamais poderíamos pensar que o dia acabasse daquela maneira. De facto, não só envolvia Vieira enquanto pessoa mas também o presidente do Benfica. Era inevitável que no Benfica Campus a perplexidade fosse enorme. Custou até a aceitar nos primeiros dias a toda a gente que ali trabalhava. A aceitar o sucedido. Demorámos algum tempo a reagir ao que havia acontecido a Vieira. Parecia irreal. Parecia um filme à distância e ao qual não queríamos assistir. Neste momento ainda não há acusados e a nossa esperança e a minha pessoal, quer para o cidadão quer para o presidente Vieira, que significaria que o Benfica não estaria envolvido, é que o processo não passe disto."

29.07.2021
Começa a entrevista

Rui Costa vai começar a falar.

29.07.2021
Entrevista a Rui Costa

Pela primeira vez desde que assumiu a presidência do Benfica, Rui Costa dará uma entrevista, no caso à TVI, no Jornal das 8. Siga aqui tudo em direto!

Por Record
103
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas