Gomes da Silva e a 'reprimenda' de Vieira à equipa: «Aprendeu com o seu mentor 'lá de cima'»

Antigo vice-presidente do Benfica considera que a divulgação da conversa foi "um erro"

• Foto: Vítor Chi

Rui Gomes da Silva considerou "um erro" a divulgação da conversa que Luís Filipe Vieira teve com os jogadores do Benfica no final do jogo com o Tondela. O ex-'vice' dos encarnados diz que o presidente "aprendeu quase tudo com o seu mentor 'lá de cima'."

"[Foi um] erro a divulgação do relato da forma como o presidente do Benfica se terá dirigido aos jogadores no fim do jogo com o Tondela. Apelidando-os de ingratos, por não terem correspondido ao seu esforço em ter pago os ordenados. Não querendo saber - agora - se o Benfica estará tão bem de finanças como apregoa a 'estrutura', essa ingratidão de que Luís Filipe Vieira fala só pode ser o medo que ele está a demonstrar das próximas eleições", escreveu Gomes da Silva na habitual crónica que escreve semanalmente no blogue 'Novo Geração Benfica'.

"Ele não sabe (mas deveria saber) que há uma ética do Benfica que nos fez grandes nas vitórias e nas derrotas! Vieira nunca se preocupou com a perda de pontos, mesmo em momentos decisivos (e eu presenciei alguma dessa indiferença por resultados bem mais comprometedores que este), por isso a sua preocupação só pode estar relacionada com o acto eleitoral. O problema é que uma atitude destas só resulta se for feita em privado - sem divulgação pública - e quando essa presença seja vista como uma situação de excepção", acrescentou o assumido candidato às eleições do clube da Luz.

"Ora, o presidente do Benfica convive diariamente, com a equipa, veste como eles, anda por onde eles andam, pelo que uma ida ao balneário não é tomada pelos jogadores como uma situação com qualquer caráter de alerta", constatou, prosseguindo: "Ainda por cima quando - sempre as eleições - passa para a comunicação social a reprimenda que passou aos jogadores, o que os levou a dizer, também, que não gostaram da forma como eles se lhes dirigiu."

E depois faz uma constatação: "Eu sei que ele aprendeu quase tudo com o seu mentor 'lá de cima', que, sempre que perdia, fazia saber que tinha ido ao balneário fazer o que ele fez saber que lá foi fazer, desta vez! Só que isso não é o Benfica!"

"O presidente do Benfica optou por aparecer nas vitórias a recolher, para si, os louros (como o fez no fim do campeonato passado) e por arrasar com a moral do grupo, tentando "sacudir a água do capote", como tenta fazer sempre que perde! Como se não tivesse bastado ter dado uma entrevista sem qualquer objetivo que não fosse o de dizer 'estou aqui' (até já no anúncio de negócios se percebe não falar verdade), sem qualquer conteúdo e sem qualquer eco relevante!", concluiu.

32
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas