A explicação para o gesto de Jiménez que correu mundo

No dia de aniversário, avançado disse a amigos no México que celebraria daquela forma

Raúl Jiménez, o herói da equipa do Benfica na partida com o Rio Ave, surpreendeu ao festejar o golo de uma forma peculiar. Após ter sido ‘engolido’ pelos companheiros de equipa, o internacional mexicano isolou-se e, perante as câmaras, posou com um ar pensativo com a mão direita no queixo, um festejo ainda inédito no currículo do atacante.

Este gesto levou centenas de adeptos a questionarem o futebolista sobre o significado deste ato que Record está em condições de esclarecer. No passado sexta-feira, o camisola 9 completou 26 anos, data que festejou com alguns dos companheiros de equipa mais próximos. Contudo, também recebeu dezenas de mensagens de parabéns de amigos no México e, a a um grupo, prometeu dedicar o próximo golo com uma coreografia especial. Assim que assinou o único golo do encontro, o futebolista fez os possíveis para que o seus gesto fosse difundido a nível mundial e, desse modo, chegasse ao país natal, onde os visados não poderiam deixar de ver esta homenagem.

Convém acrescentar que o plano resultou na perfeição, pois os principais meios de comunicação social mexicanos passaram até à exaustão o golo e a respetiva comemoração. A imagem até serviu para diversas montagens como a exibida em "As minhas insónias", de Record.

Resta ainda assinalar que a titularidade do atacante e o respetivo golo também tiveram um profundo impacto no México, e alguns órgãos de comunicação social até elegeram este momento como um dos mais importantes da carreira do atleta, que deixou o Benfica à beira de um feito inédito na sua história.

Viagem animada

O triunfo em Vila do Conde foi efusivamente celebrado no relvado, mas no balneário das águias os ânimos ficaram mais calmos, apurou o nosso jornal, pois o ‘tetra’ ainda está a uma vitória de distância.

No entanto, os jogadores não deixaram de sentir contagiados pelo entusiasmo revelado pelos adeptos no final da partida, e a viagem para Lisboa dificilmente podia ter decorrido de uma forma mais animada pois as 3h30 de caminho foram realizadas com muita música, e com alguns jogadores a mostrarem alguma queda para cantar.

Como é habitual André Almeida foi um dos principais animadores, e não deixou de partilhar nas redes sociais um vídeo onde se entoou músicas de Richie Campbell que ajudaram a digerir a refeição de sushi que foi consumida no interior da viatura.

O ambiente manteve-se bastante animado até às 2h35, quando o autocarro do Benfica estacionou no Estádio da Luz e os jogadores puderam finalmente regressar a casa.
Por João Soares Ribeiro e Nuno Martins
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas