Jorge Jesus: «Final da Taça não é para premiar o árbitro em fim de carreira. Isso tem de acabar»

Treinador do Benfica analisa derrota na final da Taça de Portugal

Jorge Jesus e a expulsão de Helton Leite: «No basquetebol seria falta ofensiva»
Jorge Jesus à Sport TV após a derrota do Benfica na final da Taça de Portugal, diante do Sp. Braga (2-0).

"Aos 15 minutos, com menos um, num lance... até admito que o árbitro não tenha visto mas o VAR vê, o Helton não toca no Abel Ruiz. No basquetebol era uma falta ofensiva. Lance determinante mas mesmo assim a equipa manteve o equilíbrio. Acabámos por sofrer o golo numa situação fácil nos descontos, numa situação fácil do nosso keeper, e tudo ficou mais difícil. Os jogadores ainda assim acreditaram, com menos um, mas no fim, à procura do risco sofremos o segundo golo. Sabíamos que o Sp. Braga tem boa equipa mas estávamos a passar bom momento. Com 11 para 11 estaríamos no jogo. Mas assim saímos fora do jogo aos 15 minutos. Mesmo assim a equipa esteve bem", começou por dizer o treinador encarnado, criticando a decisão do árbitro Nuno Almeida e deixando um apelo.

"O Sp. Braga não tem culpa da decisão do árbitro. A final da Taça é para ser apitada pelo melhor e não para premiar o árbitro em fim de carreira. Isto tem de acabar, é para apitar o melhor. É uma derrota pesada e deixa-nos tristes. Acreditávamos que íamos ganhar esta final e fomos postos fora do jogo aos 17 minutos. mas o Sp. Braga soube aproveitar", acrescentou.

O lance que ditou a expulsão de Helton Leite na final da Taça de Portugal
Jesus admitiu que se tratou de uma época perdida: "só não era tão perdida se ganhássemos. Mas esta final poderíamos ter ganho. Sentíamos que tínhamos capacidade para o fazer mas o impacto é teres perdido a final, nada na minha cabeça muda."
Por Record
169
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas