José Eduardo Moniz desmente Ministério Público

Viagem ao Brasil em causa

• Foto: Luís Manuel Neves

José Eduardo Moniz, vice-presidente e administrador da SAD do Benfica, garante que não reservou um bilhete para o Brasil, em agosto, quatro dias após ter sido notificado pelo Ministério Público (MP) para estar no interrogatório que culminaria com a constituição da SAD como arguida no processo E-Toupeira.

"Essa afirmação do MP é errada e terá resultado, suponho, de uma incorreta análise da documentação impressa de suporte à justificação da falta que apresentei", escreveu o dirigente numa nota publicada no ‘Expresso’, ao abrigo do direito de resposta. A ‘Sábado’, recorde-se, escreveu que o ‘vice’ foi notificado a 17 de agosto, tendo comprado bilhete para o Brasil a 21.

37
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas