Keaton Parks para seguir pisadas de... Matic

Rui Vitória pretende moldar o texano para ser um 6 de mão-cheia

• Foto: Simão Freitas

Em clara linha ascendente de águia ao peito, Keaton Parks pode bem nesta altura ser enquadrado no que Rui Vitória apelidou em recente entrevista ao nosso jornal de reforços provenientes... do Seixal. Neste sentido, sabe Record, o técnico benfiquista tem bem definido um plano de futuro para o norte-americano, vendo nele um ‘trinco’ de qualidade a médio prazo. Até Moreira de Cónegos, Parks fora quase sempre lançado para ocupar uma vaga como médio-interior – mais dentro do seu trajeto anterior –, mas Vitória vê no texano, de 20 anos, todas as características para moldá-lo a um posto mais recuado, à semelhança daquilo que Jorge Jesus fez de águia ao peito com... Matic, na época 2011/12.

Tal como o sérvio agora às ordens de José Mourinho no Manchester United, também Keaton Parks sempre atuou como médio mais de construção (nas posições 8 ou 10) e até como médio-direito, sempre de olho na baliza adversária. Agora, Vitória quer aproveitar precisamente esse perfil de posse de bola e visão de jogo para poder vir a ter um 6 de mão-cheia, que possa ser o primeiro a construir jogo desde linhas mais recuadas.

Para além disso, a estampa física (1,93 metros, sendo que Matic tem... 1,94) e leitura do norte-americano também levam o técnico a enquadrá-lo em moldes semelhantes ao do dito internacional sérvio.

Foi, aliás, precisamente nessa linha que Vitória não teve problemas em render o ‘tocado’ Samaris logo ao intervalo do último embate em Moreira de Cónegos, para lançar Parks, que veio a protagonizar uma boa atuação.

A ganhar pontos

Keaton Parks tem vindo a ganhar pontos junto da concorrência – nomeadamente de Filipe Augusto, jogador incluído na operação de saídas na atual janela – e já soma quatro partidas na equipa principal, ao longo das quais correu 98 minutos.

Técnico agradado pela abertura à mudança

Rui Vitória já tinha ensaiado Keaton Parks como médio mais recuado em sede de treino, mas a segunda metade do último embate no terreno do Moreirense acabou por ser o primeiro ‘teste’ mais a sério e já em plena competição. O técnico já tinha mantido uma conversa com o norte-americano para lhe explicar o seu plano e ficou, sabe o nosso jornal, bastante agradado pela abertura do jovem à mudança de posição. No caso, Vitória até já esperava algumas reticências do jogador em sair da sua zona de conforto numa altura em que procura mostrar serviço de águia ao peito, mas Parks abraçou a oportunidade e promete agora vir a ser séria alternativa a Fejsa e Samaris.

Por Pedro Ponte e Filipe Pedras
10
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas