Kikín Fonseca recebeu ameaças de morte na passagem pelo Benfica

Avançado representou o clube em 2006/07 e conta agora que foi vítima de tentativa de extorsão

Kikín Fonseca, antigo avançado que representou o Benfica na temporada 2006/07, revelou agora alguns detalhes da passagem por Portugal, nomeadamente, problemas que teve com um "empresário croata" que o chegou a "ameaçar de morte", já depois de ter tentado extorquir o mexicano.

"Quando estava no Benfica, um alegado empresário croata veio ter comigo e disse: 'Kikín, não sei se sabes, mas fui eu que te trouxe para o Benfica. Eu respondi que não, isso não é verdade, quem me trouxe foi o presidente do Benfica, que me foi buscar ao Cruz Azul. Eu nem te conheço", começou por dar conta o mexicano, tendo acrescentado que este pretendia utilizar uma suposta boa relação com Fernando Santos, técnico das águias naquela temporada, para o obrigar a pagar 300 mil euros.

"Eu dou-me muito bem o treinador Fernando Santos e se tu não me dás 300 mil euros, verás o que te acontece"", revelou Kikín Fonseca ao podcast 'TUDN', onde também deu conta que confrontou o agora selecionar nacional: "Eu depois fui falar com o treinador e ele disse-me: 'Não, eu não tenho nada a ver com essa pessoa'. O problema é que ele continuou a ligar-me e inclusive a ameaçar-me de morte. A falar da minha família, a dizer que me conhecia e que se eu não fizesse o que ele queria...", explicou o agora comentador, que, de águia ao peito apenas realizou 13 jogos e marcou três golos.

"O treinador negou tudo, é verdade, mas até acabei por não ter os minutos e as oportunidades que penso que merecia. Não sei o que passou, entretanto acabou o campeonato e falaram comigo a dizer que não queriam mais que eu continuasse. E acabou por chegar outras propostas e saí", concluiu.

4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas