Modo de atuar do Boca Juniors já motivou queixas

Salvio é um desejo do treinador do Boca, Gustavo Alfaro

• Foto: Pedro Ferreira

Salvio é um desejo do treinador do Boca Juniors, Gustavo Alfaro, que até o queria ter à disposição já amanhã para a digressão aos EUA, e os responsáveis do clube encetaram conversações com Salvio sem ter contactado o Benfica. Esta forma de agir dos xeneizes não é nova e já motivou queixas do Rayados Monterrey, do México, por causa do médio Maximiliano Meza.

“Lemos que Alfaro falou com o jogador. A FIFA não o permite. Não podes falar com um jogador que, pertencendo a um clube, lhe faltem mais de seis meses de contrato. Se é verdade que o treinador do Boca falou com Maxi, isso está proibido pela FIFA e há que ter cuidado”, advertiu o presidente do Monterrey, Duilio Davino. Isto em reação às declarações do treinador do Boca: “Falei com Meza. Está complicado, mas manifestou-nos o desejo de vir. Procuramos abrir uma porta para negociar.” 

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas