Novo sistema ainda levanta dúvidas

A opinião de João Alves, Carlos Azenha e Álvaro Magalhães

• Foto: Reuters
O novo desenho tático do Benfica está longe de ser consensual e levanta até dúvidas, como fica claro através da opinião de três treinadores ouvidos pelo nosso jornal: João Alves, Carlos Azenha e Álvaro Magalhães.

Se o 4x3x3 favorece Krovinovic, por outro, como observa o antigo médio que ficou conhecido como ‘Luvas Pretas’, prejudica Jonas. "Ele gosta de jogar com outro avançado ao lado, que ganhe as segundas bolas, que lhe abra espaços...", atesta João Alves, falando mesmo em "dilema".

No mesmo sentido vai a opinião do antigo lateral-esquerdo Álvaro Magalhães, centrando-se no sacrifício do camisola 10 e melhor marcador do campeonato, com 13 golos. "Se o Jonas joga sozinho lá na frente é submetido a um desgaste muito grande e chega ao fim da primeira parte já cansado", advoga quem fez parte da equipa técnica liderada por Giovanni Trapattoni e que conduziu o Benfica à conquista do campeonato, em 2004/05, colocando ponto final em longo jejum. Em seu entender, os resultados do 4x3x3 não são imediatos, uma vez que a equipa estava rotinada a outros sistema.

Diagnóstico mais vasto. Curiosa é a intervenção de Carlos Azenha. Para o treinador, os problemas do Benfica não se resumem ao novo sistema tático. O seu diagnóstico aponta falhas no "método de jogo e princípios orientadores". "Desde há dois anos que o Benfica os vem denotando", observa, referindo que de nada erve promover mudanças "se os princípios não forem corrigidos".
13
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas