Quem é quem na operação e-toupeira: as funções e as implicações no caso

Paulo Gonçalves, Júlio Loureiro, Óscar Cruz e José Silva

Paulo Gonçalves é o assessor jurídico da Benfica SAD
Paulo Gonçalves é o assessor jurídico da Benfica SAD
Paulo Gonçalves
O advogado, de 48 anos, é atualmente assessor jurídico da SAD do Benfica, cargo que ocupa desde 2006. Bem antes disso, e depois de concluir o curso de Direito, esteve na génese da criação da SAD do FC Porto, em 1997. Permaneceu no clube até 1999 saindo, alegadamente, em litígio com o administrador Adelino Caldeira. Das Antas saltou para o Bessa em 2000, ficando ligado aos tempos áureos do Boavista. Esteve presente na criação da SAD, festejou o título axadrezado em 2000/01 e assistiu ao eclodir do processo Apito Dourado em 2004, que culminou com a descida do Boavista em 2008, altura em que não já não era diretor-geral da SAD.

Do litígio com Pinto da Costa a braço-direito de Vieira


Júlio Loureiro

O oficial de Justiça, de 52 anos, é funcionário no Tribunal de Fafe e foi observador de árbitros de primeira categoria, permanecendo em funções no escalão C2. Desempenhou esta última função entre 2010 e 2016, coincidindo a sua saída com entrada de Fontelas Gomes para o Conselho de Arbitragem. O seu nome aparece num suposto email que terá enviado a Paulo Gonçalves em novembro de 2016, antecipando a notificação de Rui Vitória como testemunha num processo onde o V. Guimarães era arguido.

E-toupeira: um dos suspeitos foi observador de árbitros e decisivo para descida de Marco Ferreira

Óscar Cruz
O agente de futebolistas de Matosinhos, 48 anos, terá funcionado como intermediário entre Paulo Gonçalves e outros três funcionários de Justiça. Trabalha para a empresa True Soccer e é filho do ex-vice-presidente do FC Porto (com o mesmo nome) que trabalhou na Invicta até meados dos anos 90.

José Silva
O técnico de informática do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça terá tido acesso a informações de processos judiciais por ser elemento do Núcleo de Arquitectura de Sistemas de Informação.

Águias desmentem que sobrinho de funcionário judicial tenha trabalhado no clube
17
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas