Rui Vitória: «Tivemos goleadas antes dessa minha intervenção»

Analisa percurso desde a célebre declaração após derrota com o Sporting

• Foto: Pedro Ferreira

Rui Vitória sempre pautou o discurso pela sobriedade mas após a eliminação da Taça de Portugal, aos pés do Sporting, o técnico do Benfica deu um autêntico "murro na mesa". Reclamando penáltis por assinalar a favor dos encarnados, o timoneiro das águias vincava: "De uma vez por todas, já começo a ter de reagir. Na verdade, começa a ser de mais", exclamou, a 21 de novembro, na flash-interview.

Instado sobre a particularidade da recuperação do Benfica ter coincidido com esse seu momento de maior animosidade, Vitória salienta que "as equipas de futebol têm uma fase de crescimento". "O que nos tem vindo a acontecer é fruto do trabalho de muita gente, a começar pelo presidente e a acabar no elemento que trata do relvado. São fundamentais na estabilidade que nos dão. Permite-nos que trabalhemos com alegria, com uma paixão por este clube e pela profissão. Não estou preocupado em agradar com o que falo ou deixo de falar. Estou preocupado é com o trabalho no Benfica. Eventualmente pode ser coincidência até porque tivemos goleadas antes dessa minha intervenção. Poderá ter sido essa ou outras que eu tive, com tanta serenidade, que ajudaram a que o percurso tenha sido vitorioso como tem sido. Não é nada do outro mundo. É um processo normal, de estabilidade criada pela figura do nosso presidente que permite que esse crescimento seja um facto. Os jogadores vão assimilando os processos. Estando cada vez mais confiantes e faz parte de um processo perfeitamente normal", apontou.

Por fim, o treinador do Benfica, apesar da liderança do campeonato, alertou para festas precipitadas até porque até ao final da época ainda há muito para jogar.

"Não acho que tenha sido aqui ou ali. Mas também quero dizer que isto não é o fim do que quer que seja. Tivemos um percurso bom mas ainda há muito campeonato pela frente. Há muitos pontos perdidos ainda pela frente. Sabemos isto em relação ao adversários e em relação a nós. Continuaremos com esta forma de estar, quer as coisas corram bem ou mal, porque achamos que é assim que chegaremos em maio à frente."

Por Flávio Miguel Silva
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas