Sem oito titulares no regresso ao Seixal

Embate com o FC Porto começa a ser preparado a meio gás, mas o cenário até podia ser pior

• Foto: CBF

Vários jogadores do Benfica viajaram ontem para os países de origem para representarem as respetivas seleções, naquela que será uma tremenda roda-viva antes de o plantel voltar a reunir-se na totalidade para preparar o clássico frente ao FC Porto. Rui Vitória não vai poder trabalhar diretamente nos próximos dias com 11 dos elementos do grupo que lidera, isto numa altura decisiva do campeonato. Destes, oito são habituais titulares, mas apesar desta contrariedade o cenário até poderia ser mais dramático.

Se tivermos em conta que são os jogadores que partiram para o continente americano – Ederson, Jiménez e Carrillo – aqueles que são sujeitos a um maior desgaste provocado pelas viagens, assim como pela mudança de fuso horário, só o guardião costuma fazer parte das escolhas iniciais de Rui Vitória. Dos restantes sete, Nélson Semedo, Eliseu e Pizzi nem saem de Portugal, enquanto Lindelöf, Samaris, Mitroglou e Zivkovic vão restringir-se apenas a jogos em solo europeu, diminuindo bastante os efeitos da mudança de país e de horário.

Recuperação curta

Estando o clássico com o FC Porto agendado para dia 1 de abril, muitos destes elementos do plantel voltarão a Portugal dois dias antes daquele que é apontado como um dos jogos da época, o que permitirá ao técnico efetuar apenas um treino com o grupo completo. Neste particular, Ederson, Carrillo e Jiménez voltam a ser os mais prejudicados, pois com jogos agendados para dia 29 deste mês voltarão ao Seixal apenas a 30, na antevéspera do encontro com o rival da Cidade Invicta.

Lindelöf volta como adversário

Dos internacionais estrangeiros do Benfica, o primeiro a voltar é Lindelöf, que no bilhete do regresso tem escrito Funchal. O internacional sueco, de 22 anos, vai defrontar a Seleção Nacional num particular agendado para o dia 28 de março que se vai disputar no renovado Estádio dos Barreiros. Apesar de regressar a solo nacional mais cedo, o defesa só vai voltar a trabalhar sob as ordens de Rui Vitória no centro de estágio do Seixal no dia 29, ou seja, dois dias antes do clássico. Refira-se que o central também já conquistou o estatuto de titular na respetiva seleção, mas é muito pouco provável que cumpra os 90 minutos frente a Portugal, pois o selecionador, Janne Andersson, deve aproveitar para fazer experiências.

Por João Soares Ribeiro e Valter Marques
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.