Vitória mantém a aposta

Nunca lançou o mesmo onze em três jogos seguidos

• Foto: Paulo Calado
Pela primeira vez esta temporada, Rui Vitória pode apresentar o mesmo onze pelo terceiro jogo consecutivo. O que será inédito. Frente ao Marítimo (6-0) e Nacional (4-1), o técnico não mexeu nas escolhas iniciais e não se prevê que volte a fazê-lo no sábado, diante do Estoril, no encontro que marca o início da segunda volta para as duas equipas. Júlio César, André Almeida, Lisandro, Jardel, Eliseu, Fejsa, Renato Sanches, Carcela, Pizzi, Jonas e Jiménez devem ter o estatuto de titulares.

Uma recuperação de Gaitán poderia fazer com que Carcela saísse do onze, tal como aconteceu no duelo com o Vitória de Guimarães, mas o argentino vai continuar de fora devido a lesão e o marroquino tem mais uma oportunidade para dar nas vistas. Mitroglou também poderia ameaçar o lugar de Jiménez, já que entrou e marcou na Choupana, mas as características do mexicano têm sido bastante úteis, principalmente nos jogos fora de casa, já que oferece outro tipo de soluções à equipa.

Se olharmos para os jogos do bicampeão nacional esta época, em cinco ocasiões Rui Vitória não mexeu na equipa de um jogo para o outro. No entanto, no terceiro desafio destas sequências fez sempre pelo menos uma mudança. A frente de ataque e o meio-campo, nomeadamente a posição oito, foram os sectores que mais sofreram modificações ao longo desta caminhada. Por opção de Vitória mas também pelos muitos problemas físicos.
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas