Will Dantas: «Temos de falar com o presidente do Benfica para ver se abre mão do Pedrinho»

Empresário levantou possibilidade de o jovem ainda jogar no Brasileirão

• Foto: Benfica
No meio de toda a incerteza quanto aos campeonatos que foram interrompidos ainda com muito para resolver, há também jogadores com vida 'resolvida' para a próxima temporada que ainda não sabem muito bem como tudo ficará. É o caso de Pedrinho, reforço já garantido pelo Benfica, que devido à situação atual ainda desconhece quando se terá de apresentar no clube da Luz e se poderá, eventualmente, ainda disputar mais alguma partida pelo Corinthians.

Uma dúvida que deu que falar no Brasil depois das palavras de Tiago Pinto, que recentemente à BTV explicou que o jovem médio não poderá jogar pelas águias na presente edição da Liga NOS caso a mesma seja disputada para lá de julho. Ora, depois das palavras de Tiago Pinto sobre o médio, o empresário Will Dantas veio esta terça-feira a público esclarecer a situação e explicar como tudo se processará.

"O que o Tiago (Pinto) disse é que faltavam dez jornadas para terminar o campeonato e o Pedrinho não pode ser inscrito, só em julho. Então, como ele não foi inscrito na janela de janeiro, não pode disputar essas partidas e só vai em junho. Mas se o campeonato voltar e eles tiverem essas partidas restantes, ele não pode jogar porque são referentes à temporada 2019/20. Ou seja, ele só pode jogar em 2020/21, que começaria em julho", começou por esclarecer, em declarações à Rádio Transamérica.

Ainda assim, Will Dantas não fecha a porta à continuidade do jovem no Corinthians por mais algum tempo. "Creio que o Paulista não será retomado, até porque não há tempo livre para isso. Por isso, temos de voltar a conversar com presidente [do Benfica] e ver se ele vai abrir mão para o Pedrinho ficar aqui para disputar o Brasileirão com o Corinthians. Ainda não falamos sobre isso. O acordo inicial que eu tinha com o Benfica era: assinamos o contrato, iríamos de novo agora em maio uma semana para assinar contrato da casa e comprar um carro, voltaríamos para o Brasil e ficaríamos por um mês de férias. Depois disso voltaríamos para Portugal no meio de junho, um pouco antes da apresentação dos jogadores lá, para se adaptar e começar a pré-temporada", explicou.

De resto, o empresário assume que jogar mais algumas partidas pelo Timão é algo que sempre foi desejo de Pedrinho. "Ele deixou isso claro na hora de assinar o contrato. Pela gratidão que ele tem pelo clube e pelos adeptos. Só que depois aconteceu essa questão do coronavírus e agora ninguém sabe como vai ficar", assumiu.

Quanto à situação atual de Pedrinho, está de momento num período de férias no Corinthians, tendo ordem para se reapresentar ao trabalho a 20 de abril, tal como o restante do elenco do Corinthians. Ainda assim, essa data ainda é provisória e caso as férias terminem o mais certo é o trabalho ser feito a partir de casa.
Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Benfica

Notícias

Notícias Mais Vistas