Vítor Murta sobre Miguel Cardoso: «Esse senhor não merece que esteja a perder tempo a falar dele»

Líder dos axadrezados voltou a condenar gestos obscenos do treinador do Rio Ave no jogo da última jornada

• Foto: José Gageiro/Movephoto

Vítor Murta voltou ao assunto 'quente' da última jornada quando Miguel Cardoso protagonizou uma enorme polémica, logo após o terceiro golo do Rio Ave no jogo do Bessa, ao fazer gestos obscenos em direção ao banco dos axadrezados.

"Não queria falar muito desse assunto e em particular do treinador do Rio Ave, porque estamos a dar importância a alguém que não tem importância, pelo menos no universo do Boavista. Pelo que ouvi, ele pediu desculpa, mas tentou enquadrar aquele gesto em algo que entendeu como justificável e isso é que é ainda, no mínimo, mais estranho. Obviamente que aquilo não é justificável. Não pode ser! Foi uma unorme falta de respeito pelo Boavista, pelos boavisteiros e por todos os que viram o jogo na televisão, pelos que estavam no estádio e até uma falta de respeito pelo próprio futebol. Esse senhor não merece que esteja a perder tempo a falar dele", vincou o presidente do Boavista à margem da inauguração do novo "Habitat da Pantera", o lar da formação do clube que foi remodelado.

Fábio Coentrão marca no Boavista-Rio Ave e Miguel Cardoso faz 'piretes' na direção do banco contrário
Registe-se que o próprio Rio Ave, em forma de comunicado e logo após o jogo do Bessa, reprovou o gesto de Miguel Cardoso, sendo que o treinador pediu desculpa "pela atitude" e justificou-se assim na sala de imprensa do Bessa: "Muitas coisas aconteceram ao longo do jogo. Não somos máquinas, somos homens com emoções, mas que as devemos controlar porque temos responsabilidade social. O que aconteceu não foi mais que um ato de frustração em função do contexto de jogo. Não foi direcionado a ninguém. Não foi um gesto bonito, mas as instituições do Boavista e do Rio Ave não se devem sentir tocadas, porque não houve intenção de ofender."

Entretanto, o Boavista desmentiu que Miguel Cardoso tenha sido ameaçado por elementos do clube axadrezado quando procurava dirigir-se para junto da equipa de reportagem da Sport TV, no relvado, para a habitual 'flash' do final do jogo: "O Boavista desmente categoricamente as acusações do treinador Miguel Cardoso, que mentiu de uma forma descarada ao falar em agressões que só existiram na sua fértil imaginação. Esta mentira será facilmente desmascarada quando forem conhecidos os relatórios das forças policiais e dos delegados da Liga presentes no local. Esta acusação mirabolante só serve de desculpa para o espetáculo degradante que este agente desportivo protagonizou ao longo de todo o jogo".

Ainda ontem, Vítor Murta não quis alongar-se mais sobre a arbitragem, depois de ter registado o seu desagrado logo após o jogo da última jornada: "A seu tempo já tomámos a nossa posição sobre isso e sem deixar dúvidas a ninguém. O importante agora é darmos valor aos nossos atletas. Neste jogo com o Rio Ave, é verdade que as coisas não correram tão bem como pretendíamos em termos de arbitragem, mas os nossos jogadores deram uma imagem de grande caráter e de grande profissionalismo. O importante é focarmo-nos nisso e deixarmos de falar de arbitragem."

Por António Mendes
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.