Lito Vidigal: «A probabilidade de continuar é grande e depende sempre do presidente»

Treinador frisa vontade

• Foto: Hélder Santos/AS Press

Lito Vidigal, treinador do Boavista, analisou a vitória na Madeira na despedida desta temporada e admitiu que gostaria de continuar no Bessa.

Análise ao jogo

"Era importante alterarmos algumas estatísticas, até porque não ganhávamos fora com frequência e conseguimos vitórias nas últimas duas jornadas fora. Era importante também terminar a época com uma vitória porque estes jogadores merecem neste período que estamos a trabalhar juntos. Eles foram muito ambiciosos, quiseram sempre evoluir e esta vitória é dedicada a eles, que, com muito espírito de equipa, conseguiram fazer este último terço de época de uma forma fantástica, com resultados astronómicos. Tínhamos um adversário forte. O Marítimo tem uma excelente equipa e as contratações que fizeram na reabertura de mercado têm qualidade e, se ganhámos a uma equipa forte, é porque fomos melhores."

Continuar no Bessa

"Este campeonato terminou. Já não nos interessa nada. Vamos tirar as ilações do que aconteceu para o futuro. A próxima época será diferente e vai ser muito difícil fazer o que fizemos neste último terço de época porque estamos a apresentar números de equipas que estão a lutar pelo título, mas o Boavista não tem essa capacidade neste momento. A relação com o presidente é boa. A probabilidade de continuar é grande e depende sempre do presidente, mesmo tendo contrato."

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.