Miguel Leal: «Se for preciso é para estacionar o autocarro»

Admite cenário para a Luz

• Foto: Hélder Santos

Perante um adversário que tem como pontos mais fortes "o ataque rápido, os lances de bola parada e algumas dinâmicas ofensivas no último terço que estão bem trabalhadas", Miguel Leal não tem problemas em admitir que "se for preciso é para estacionar o autocarro".

O treinador do Boavista disse mesmo que já viu "muitas equipas grandes a fazer isso e depois ainda ganham o jogo", e por isso não vê "problema nenhum em assumir" essa postura, pois "o futebol é o momento".

"Poderão surgir algumas fases em que o Boavista terá de jogar cá atrás, mas o que conta para a história é o resultado", destacou, admitindo o empate como "bom desfecho" perante "uma equipa do Benfica que é muito forte em todos os momentos do jogo, está moralizada e atua no seu ambiente".

"Será um duelo de dificuldade máxima, mas um bom teste para nós, para sabermos se de facto a pantera está a recuperar bem das feridas e o quão fortes estamos a ficar", salientou Miguel Leal, concordando que as hipóteses de conseguir um bom resultado na Luz "são diminutas", mas vincando que "num jogo de futebol tudo pode acontecer".

O técnico do Boavista acredita que a sua equipa pode "fazer um grande jogo e vai ao Estádio da Luz para tentar ganhar. "Disso que ninguém tenha dúvidas", frisa, mesmo não podendo garantir os três pontos: "O empate será o melhor resultado que se segue."

Por António Mendes
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas