Petit: «A seu tempo, o Boavista vai ter o seu espaço»

Técnico dos axadrezados não quer entrar em euforias

• Foto: Amândia Queirós

O Boavista tem sido um dos grandes destaques da edição 2022/23 do campeonato português, num cenário que, apesar de deixar Petit satisfeito, não faz com que o técnico entre em euforias.

"Desde que cheguei, tentei melhorar as coisas. Estamos a dar passos firmes. Temos melhorado a estrutura e estamos muito mais fortes em certos departamentos. Ainda temos algumas dificuldades, mas queremos, ano após ano, crescer e valorizar jogadores. Pensamos dia a dia e, a seu tempo, o Boavista vai ter o seu espaço. É fácil chegar lá acima, mas se não tiveres bases podes cair e não te levantares. Temos uma estrutura forte, uma equipa técnica que sabe o que quer para a formação e para o futuro do Boavista. Estamos firmes, com um misto de jogadores jovens e da formação com outros que conhecem o futebol português. Estamos a arrancar bem, mas ainda temos muitos jogos pela frente", começou por referir o treinador, que foi ainda questionado sobre a possibilidade de as panteras chegarem às competições europeias: "Já estamos na Europa [risos]. Trabalhamos dia a dia, temos cinco vitórias em sete jogos, 15 pontos. Vamos à procura dos 18, é isso que digo aos jogadores porque não sabemos o que vai acontecer daqui a um ou dois meses, com o Mundial. Pensamos já no Famalicão, que tem um treinador novo."

Mostrando-se satisfeito pela forma como Seba Pérez e Makouta se têm complementado, Petit abordou ainda o facto de estar a apostar em jovens jogadores. "Não lançamos por lançar. Há uns meses, estavam a disputar a 2ª divisão de juniores e conseguiram subir para a 1ª. Quisemos trazê-los para trabalharem com o plantel principal, terem algumas referências e saberem o que é o Boavista. Assim trabalham com jogadores da equipa A que ocupam as mesmas posições e veem onde podem melhorar, conhecerem o que pretendo deles. O Martim está a ganhar o seu espaço, é muito inteligente, com boa formação e tem um futuro pela frente. Mas ainda é curto para o que os adeptos estão a exigir dele. Está a ganhar o seu espaço, mas precisa de tempo. Estamos a trabalhá-lo para ser um bom ativo do Boavista no futuro", rematou.

Por Diogo Matos
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas