Petit: «Queremos dar continuidade a este bom momento»

Técnico do Boavista espera um Famalicão à procura de reagir após a mudança de treinador

• Foto: Tony Dias/Movephoto
Petit fez este sábado a antevisão à visita ao Famalicão, no domingo, em jogo da 8º jornada da Liga Bwin. Apesar de algumas dúvidas no seu onze, devido a problemas, e em relação à equipa adversária, o treinador do Boavista pretende prolongar a sequência de bons resultados, estando à espera de um jogo difícil, frente a um Famalicão que quererá reagir após a mudança no comando técnico.

Adversário

"Quando há mudança de treinador, há sempre reação. Estamos um pouco às escuras em relação aos jogadores que vão jogar, mas em relação ao sistema penso que ele [João Pedro Sousa] não abdicará do 4-3-3, seja com um médio defensivo e dois interiores ou o inverso. Conhecemos aquilo que trabalhou no Famalicão, durante a sua primeira passagem, e também aqui no Boavista. Estamos focados em nós, no que fizemos durante estes 15 dias, temos alguns jogadores em dúvida, mas os onze que jogarem vão dar uma boa resposta. Queremos dar continuidade a este bom momento. Se a pausa foi boa ou má, logo veremos, mas o foco passa por lutar pelos três pontos num jogo extremamente difícil. Os jogadores do Famalicão quererão reagir, mas nós esperamos amanhã continuar a dar uma boa resposta."

Perceção mais positiva do jogo do Boavista

"Nós trabalhamos para defender e atacar bem. O jogo tem diferentes momentos, nem sempre conseguimos estar em ataque permanente. Tentamos ser muito equilibrados, temos processos bem definidos dentro da nossa ideia de jogo. A equipa assimilou bem, está contente com o que tem trabalhado. Temos introduzido variáveis diferentes ao longo dos jogos, mudando uma peça ou outra ou apenas a movimentação de um jogador, para surpreender os adversários, sem fugir à nossa identidade. Queremos muito continuar nesta boa onda. Vai ser um bom jogo e esperamos conquistar os três pontos e chegar aos 18 pontos."

Público rendido ao futebol do Boavista?

"Não sei se estão rendidas, mas acho que olham para o Boavista de forma diferente. Temos trabalhado nesse sentido, de valorizar o nosso produto, os nossos jogadores, trabalhá-los em termos individuais para depois o coletivo ser muito mais forte. A época passada isso já aconteceu e este ano temos uma base de jogadores que já trabalharam comigo durante seis meses e fomos buscar jogadores que se identificassem com o clube, com a ideia de jogo e com o processo de treino. Estou contente com a resposta que o plantel tem dado, um plantel competitivo, com várias soluções."

Trabalho durante a pausa para as seleções

"Nós tivemos quatro ou jogadores nas seleções, acabámos por perder Reggie Cannon por lesão. Este é apenas o oitavo jogo que vamos fazer, muitos jogadores ainda não tinham somado muitos minutos e o mais importante foi dar-lhes ritmo competitivo através de jogos particulares, que nos permitissem continuar a evoluir o nosso processo de jogo. Foi bom para eles, para se manterem competitivos e com bons os índices físicos, para darem boa resposta no caso de ser preciso substituírem algum jogador. Também deu para testar novas ideias e novos processos, mas sentimos que a equipa está alegre e solta a trabalhar, contente com a classificação, mas ainda são só sete jogos. Esta equipa é ambiciosa, quer sempre mais."

Disponibilidade de Yusupha e jogadores em dúvida

"Yusupha tem trabalhado connosco e está disponível para amanhã. Temos algumas dúvidas no setor defensivo e poderemos ter de mexer em algumas posições, mas ainda poderão recuperar."
Por Record
1
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Boavista

Notícias

Notícias Mais Vistas