Praga de lesões atingiu a pantera

Boavista terminou com 10 jogadores

• Foto: José Moreira

Foi uma noite para esquecer para a equipa do Boavista. Não só devido à goleada consentida perante os seus adeptos, como também por causa da praga de lesões que assolou o coletivo axadrezado durante o encontro com o dragão.

O primeiro caso foi o de Tengarrinha, que contraiu uma entorse no joelho esquerdo aos 10 minutos, num lance dividido com Maxi Pereira. O médio saiu para ser assistido, reentrou mas acabou substituído aos 16’, por Renato Santos.

Aos 37’ a vítima foi Henrique. O defesa-central contraiu uma rotura muscular na coxa direita, quando realizava um passe longo para a frente de ataque, e foi substituído pouco depois por Anderson Correia. Este entrou e... lesionou-se aos 69’, igualmente na coxa direita. Erwin Sánchez tinha esgotado as substituições minutos antes, pelo que Correia acabou por sair e o Boavista ficou reduzido a dez unidades.
Este trio será reavaliado nas próximas horas, mas tudo indica que não será opção para o embate desta 4ª feira, para a Taça de Portugal, também com o FC Porto.

Os problemas, contudo, não ficaram por aqui. Carlos Santos e Afonso Figueiredo também foram assistidos já na reta final do desafio, devido a cãibras, mas concluíram a partida, mesmo em dificuldades.
Muitas dores de cabeça para Erwin Sánchez, que pretende deixar uma boa imagem no reencontro com o FC Porto, para a Taça. É já depois de amanhã!

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Boavista

Porozo continua no Bessa

Central recebeu proposta dos mexicanos do Tigres, mas até está convocado para o jogo em Paços de Ferreira

Notícias

Notícias Mais Vistas