Artur Moraes revela que esteve perto do Sporting em 2011: «Mas depois apareceu o Benfica»

Antigo guarda-redes contou que esteve quase a assinar pelos leões quando estava em Braga

Artur Moraes revelou que esteve quase a assinar pelo Sporting, em 2011, antes de ir para o Benfica. "Havia o clube do outro lado também. O Sporting queria-me. Conversei com o Carlos Freitas. Ele ficou um bocado naquela… deu uma derrapada na abordagem. E na derrapada dele apareceu o Benfica. O Benfica chegou e não teve como segurá-lo. Não deu tempo. Foi o timing do negócio", contou o antigo jogador encarnado, em entrevista em direto ao Bola na Rede TV.

Artur revela também como percebeu que o Benfica era o clube certo para ele. "Eu e o Benfica chegámos aquele ponto que era tão bom para mim como para o Benfica. Eu não tinha noção do que era o Benfica. Mas na meia-final da Liga Europa [Sp. Braga-Benfica], estávamos a passar no Bom Jesus junto ao hotel do Benfica e estava uma confusão, uma multidão. Eu tinha o Sílvio, que já tinha jogado no Benfica, ao meu lado, e pergunto: ‘o que é que isto?’. E ele: ‘isto é o Benfica’. Vi o tamanho daquilo e percebi que o Benfica era grande", explicou.

O antigo guarda-redes esteve num conversa em conjunto com Domingos Paciência e Vandinho, duas das figuras daquela histórica equipa do Sp. Braga, e revelou até que a campanha europeia dos minhotos, que terminou na final com o FC Porto, tornou-o num jogador muito cobiçado.

"A seguir aos jogos da Liga Europa era uma loucura. Acordava cedo e o telefone começava a tocar. Tive clubes de toda a Europa atrás de mim. O PSG queria-me e não era o dos árabes. No dia da final da Liga Europa, à tarde, estava no meu quarto e ligou-me o Galatasaray", revelou.

Por Miguel Custódio
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga Bwin

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.