João Henriques recorda palavras de Conceição: «Não sou treinador de anti-jogo»

Ex-treinador do P. Ferreira voltou a falar do técnico portista esta terça-feira

• Foto: Ricardo Nascimento

Presente esta tarde num congresso no ISMAI, o anterior técnico do Paços de Ferreira lembrou a polémica com o treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, no jogo na Mata Real com os dragões.

"O Sérgio voltou a falar do mesmo assunto. Tenho grande respeito pelos meus colegas, um enorme respeito pelo FC Porto, que foi um justíssimo campeão, que tem uns adeptos fantásticos, fizeram uma festa enorme. Agora, não gostei apenas de uma coisa. Eu não sou treinador de anti-jogo, até porque sempre joguei para subidas de divisão, para ser campeão. Foi de todo injusto o rótulo que me foi colocado. Não sou. Sou contra, completamente", garantiu o antigo técnico dos castores, prosseguindo:

"Foram circunstâncias de um jogo que eu recordo, porque, às vezes, passa um bocadinho ao lado e já não se lembram disso: três jogadores estreantes naquele jogo, há muito tempo sem jogar, naturalmente tiveram cãibras – naturalmente, não foi nada premeditado, eu não mandei nem mando jogador nenhum deitar no chão, os jogadores que trabalharam comigo ao longo destes 20 anos sabem que sou assim. Percebo que o Sérgio não me conheça. Não sabe que tipo de treinador e de pessoa sou, aceito isso perfeitamente. Não gosto é que me coloquem rótulos com os quais não me identifico, de todo. Agora, não tenho remorso algum. É apenas competição, o que passou, passou, fica dentro das quatro linhas", garantiu.

"Sou um treinador com grandes convicções relativamente àquilo que sou como pessoa, a minha formação, a minha forma de estar no futebol, que é sempre de fazer com que a equipa jogue bem, seja agradável para o espectador. Foram as circunstâncias de um jogo. Mesmo a questão do Mário Felgueiras, tenho de o defender: naquela semana, tinha tido uma lesão no tendão de Aquiles. Ele ressentiu-se, naquela altura. Parece, dá a sensação – tal como dá a sensação que o Sérgio me tinha cuspido e é mentira, não me cuspiu – naquela altura dá a sensação de que o Mário fez teatro e não; doía-lhe a perna. Foi um momento mediático, foi a primeira derrota do FC Porto. Felizmente, não contribuiu para que não tivessem sido campeões. Foram campeões com todo o mérito e desejo a melhor sorte ao Sérgio Conceição e ao FC Porto para a próxima época, novamente", afirmou, encerrando o assunto, João Henriques.

Por Ruben Tavares
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga Bwin

Notícias

Notícias Mais Vistas