Regulamento permite exceção às 72 horas

Caso seja esse o entendimento dos dois clubes envolvidos

• Foto: Hélder Santos

O adiamento do Nacional-Benfica para segunda-feira, às 12 horas, um cenário que obrigará os insulares a disputarem dois encontros em menos de 72 horas, levantou alguma polémica na medida em que o Regulamento de Competições (RC) da Liga dita que este é o período obrigatório que medeia entre jogos.

Um cenário madrasto já conhecido na Madeira...
Porém, o artigo 44 do RC, referente ao calendário dos jogos, explica no ponto 5, alínea a), que "salvo acordo escrito entre os clubes contendores, qualquer jogo oficial de competição nacional deverá respeitar um intervalo entre jogos de 72 horas, calculado entre o final do primeiro jogo e o início do segundo jogo da competição nacional". A questão do acordo entre clubes é, assim, o ponto decisivo.

O artigo 46, ponto 1, alínea a), sublinha que as partidas adiadas terão de ser retomadas no prazo das 30 horas seguintes mas que, se os dois emblemas concordarem, poderá passar para outra data, desde que se fixe no período das seis semanas seguintes à data inicialmente fixada para o jogo (quando estão em causa encontros da primeira volta). Ora tendo em conta o calendário apertado das duas formações, este problema também não seria de fácil resolução...

Por João Socorro Viegas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga Bwin

Notícias

Notícias Mais Vistas