Ricardo Soares: «Tivemos a pontinha de sorte»

Técnico do Chaves defendeu a justiça do empate registado em Setúbal

• Foto: Lusa
Ricardo Soares, técnico do Chaves, fez o balanço da partida frente ao V. Setúbal, que terminou sem golos, a contar para a 21.ª jornada da 1.ª Liga. O treinador dos flavienses considerou o resultado final justo, assumindo alguma sorte para a sua equipa, que viu o V. Setúbal entrar melhor na primeira parte do encontro.

"Tendo em conta o que se passou nos 90 minutos, o resultado foi justo. Na primeira parte, o Vitória [Setúbal] criou-nos bastantes problemas. Tivemos dificuldades em nos ajustar. Conversámos ao intervalo e retificámos. Tivemos a pontinha de sorte. Podíamos até ter sofrido golo, mas também podíamos ter marcado na segunda parte, o que seria injusto para o Vitória", afirmou o técnico do Chaves.

O técnico dos transmontanos explicou as entradas de Davidson e William na partida, apontando que a sua equipa esteve mais forte na segunda parte, criando 'problemas' aos sadinos. "Precisávamos pressionar mais à frente. Ajustámos, fomos mais agressivos e roubámos mais bolas na frente. Fizemos o Vitória sair da sua 'zona de conforto'", lembrou.

As restantes palavras de Ricardo Soares foram direcionadas aos adeptos e ainda ao presidente do clube de Chaves que celebra o seu aniversário este sábado. "Foi um jogo difícil contra uma equipa boa. Agradeço aos nossos adeptos que fizeram 600 quilómetros para estar aqui. Queríamos dedicar triunfo ao presidente que fazia anos hoje [este sábado], mas não foi possível", concluiu.
Por Lusa
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Liga Bwin

Notícias

Notícias Mais Vistas