Adelino Caldeira alegou ligeireza no caso da agressão a Nuno Lobo

Record teve acesso ao acórdão

• Foto: Nuno Fonseca/Movephoto

O acórdão da sentença aplicada a Adelino Caldeira no caso da agressão a Nuno Lobo, a que Record teve acesso, detalha que o dirigente do FC Porto alegou que “o contacto físico, a ter existido, foi insignificante e não teve gravidade suficiente para estarmos perante uma ofensa à integridade física”, o que o tribunal rejeitou.

Entre outros pormenores, os testemunhos dos elementos do FC Porto, incluindo o de Pinto da Costa, foram considerados “parciais e pouco credíveis”. Nuno Lobo, por sua vez, foi acusado de difamação, mas ilibado, pois “logrou demonstrar que as declarações que proferiu a órgãos de comunicação social traduzem factos verdadeiros”.

Por Record
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.