André Silva: «Sou um viciado em vitórias»

Avançado não tem um golo que o tenha marcado. Espera que seja o próximo. De preferência, em Guimarães

• Foto: Ricardo Jr.

Sabia que o camisola 10 do FC Porto não é apenas um ponta-de-lança letal, mas também um futebolista polivalente que, quando era mais novo, atuava como defesa-central sempre que a sua equipa necessitava de segurar uma vantagem? Pois. Esta foi uma das muitas revelações feitas por André Silva, na sessão de apresentação das suas novas chuteiras, numa grande zona comercial de Matosinhos, que pareceu pequena para acolher muitas dezenas de adeptos dos dragões, que fizeram questão de tirar fotografias e pedir autógrafos ao dianteiro da seleção nacional.

Numa sessão em que as perguntas ficaram a cargo do ator televisivo Pedro Teixeira André Silva explicou o que significa a expressão 'Somos Porto' e garantiu que o melhor golo da sua carreira é... o próximo que vai marcar. "Não tenho um golo que me tenha marcado. Penso sempre no próximo golo, esperemos que seja em Guimarães. Passado é passado e temos de olhar para o futuro", argumentou o avançado do FC Porto, confessando que tem um vício. Ou melhor, dois!

"Sou um viciado em vitórias e, como as vitórias só se conseguem com golos, pode dizer-se que também sou viciado em golos", reconheceu André Silva, esclarecendo, finalmente - e sem recorrer a quadros e marcadores, o que significa o 'Somos Porto': "Toda a gente que é do FC Porto sabe que o que significa o 'Somos Porto' - é a união, a garra, o acreditar que até ao último minuto as coisas podem mudar. Quem é do FC Porto não consegue comparar o FC Porto a mais nenhuma equipa, é única."

Em relação a ídolos, André Silva confessa que mudou recentemente de opinião - "No passado olhava muito para o Ronaldo Fenómeno, gostava muito dele, mas agora é o capitão na nossa Seleção, o Cristiano Ronaldo" -, até porque, afinal, ele já se sente parte dessa realidade. "Foi um orgulho vestir a camisola da Seleção. Todos os jogadores têm o desejo de chegar à Seleção Nacional e o meu caso também não fugiu à regra. Sempre, desde pequeno, quis chegar à Seleção Nacional, espero dignificar ao máximo o nosso país", desejou o dianteiro português, de 21 anos.

Por Rui Sousa
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas