Antigo presidente da Chapecoense aponta o dedo à direção do FC Porto

Nilo Traesel considera que o clube azul e branco não deve demarcar-se dos cânticos dos Super Dragões

• Foto: DR Record

Nilo Traesel, antigo presidente da Chapecoense, confessa estar "muito triste" com o cântico entoado pela claque portista, no encontro de andebol da passada quarta-feira, no Pavilhão Dragão Caixa, no qual o Super Dragões desejaram que o "que o avião da Chapecoense fosse do Benfica".

O dentista, de 57 anos, residente nas Caldas da Rainha, critica, acima de tudo, a direção do FC Porto por ter sido célere a demarcar-se do ocorrido, sem preocupar-se em encontrar e apontar os responsáveis.

"A direção do FC Porto deveria ter uma manifestação de repúdio, tomar uma posição e não resguardar-se por trás da claque. Deveria ser ela a assumir a responsabilidade, apurar quem foram os responsáveis e exigir desses um pedido de desculpa, em primeiro lugar, à Chapecoense", defende Nilo Traesel, reconhecendo que da parte da claque pouco é de esperar.

Porquê? Porque "fazem de uma tragédia, uma brincadeira" triste, porque "envolve terceiras pessoas que estão numa fase de luto".

O dentista residente em Portugal assegura que "a notícia já anda no Brasil todo", mas acredita que "a direção da Chapecoense não vai manifestar-se" sobre o tema.

"A direção do FC Porto deveria, no mínimo, enviar uma carta à direção do Chapecoense com um pedido de desculpas", insiste aquele que considera que "as claques organizadas", sem exceção, "deveriam ser banidas dos estádios de futebol".

Por isso, Nilo Traesel reforça a ideia da necessidade de uma tomada de posição por parte da direção do FC Porto.

"Deve haver uma posição forte, não pode demarcar-se, sob pena da violência descambar para situações irreversíveis. Ou os clubes se posicionam ou poderá acontecer uma tragédia. Desporto é convívio, é integração. Desporto não é agressão. Está na altura das pessoas assumirem as suas responsabilidades. Não se podem demarcar. Têm de apurar responsabilidades e por ordem nas claques", conclui o antigo presidente da Chapecoense.

Por João Lopes
35
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas