Brahimi de regresso a tempo do Estoril

Eliminação da Argélia na CAN precipitou a vinda do extremo, faltando apurar a sua condição

• Foto: Arquivo/Luís Vieira

A carreira desoladora da Argélia na CAN e consequente eliminação prematura da competição acabou por beneficiar os interesses do FC Porto, dado que Yacine Brahimi está de volta à Invicta mais cedo do que esperava e a tempo de ser convocado para a deslocação ao Estoril.

Tendo em conta que o jogo da Amoreira está marcado para sábado, existe uma margem temporal suficiente que lhe permite integrar as opções de Nuno Espírito Santo. A questão que se coloca prende-se com a condição física que o extremo, de 26 anos, vai apresentar quanto retomar os trabalhos no Olival. Sabendo-se que as condições climatéricas em que se desenrola a CAN são distintas das que se fazem sentir nesta altura na Europa, os relvados não têm a mesma qualidade e os métodos de trabalho são diferentes, há expectativa para ver a resposta que Brahimi vai dar a partir daqui.

Recorde-se que, em 2015, foi evidente a quebra de rendimento do internacional argelino depois da sua passagem pela competição. Até meados de janeiro, antes de se juntar à sua seleção, Brahimi contabilizava nove golos. Após a CAN, o extremo não conseguiu melhor do que quatro golos, saindo a equipa prejudicada com esse facto.

Numa altura em que Corona recupera de um problema muscular e Otávio ainda procura a sua melhor forma, Brahimi é um ‘reforço’ que vem mesmo a calhar para o treinador dos dragões. Recorde-se que durante a ausência do argelino a escolha para o lado esquerdo do ataque recaiu em Diogo Jota, tendo o avançado emprestado pelo Atlético Madrid correspondido na sua nova missão.

Assumiu preponderância no Dragão

Depois de um início de época conturbado, Brahimi conquistou uma posição de relevo na equipa de Nuno Espírito Santo a partir de dezembro, tendo-se assumido como uma peça fundamental. Desde a sua entrada em campo na segunda parte frente ao Sp. Braga, o extremo convenceu o técnico a dar-lhe a titularidade, algo que não voltou a perder até sair para a CAN. Nesse período, Brahimi somou seis jogos e marcou três golos, conseguindo uma sequência como há muito não se via. Negativa foi a sua expulsão frente ao Moreirense.

Por Rui Sousa
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas