Capucho: «Está na altura de inverter a história com a Juventus»

Antigo jogador acredita na passagem aos 'quartos' da Champions

• Foto: Luís Vieira

FC Porto e Juventus encontram-se quarta-feira pela quarta vez e Nuno Capucho é uma das testemunhas dos dois últimos encontros, na Liga dos Campeões de 2001/2002, expressando confiança no potencial dos dragões.

Em entrevista à Agência Lusa, o antigo jogador portista, de 44 anos, afiança que a formação de Nuno Espírito Santo tem claramente "possibilidades" de eliminar o tetracampeão italiano.

"Se continuar com este registo de uma equipa forte defensivamente e conseguir fazer mossa no adversário nas poucas oportunidades, então, tem possibilidades de passar", assegura.

O ex-treinador do Rio Ave assume que a atual Juventus é "completamente diferente" daquela que enfrentou em 2001/2002, assinalando o seu maior pendor ofensivo e antecipando "um jogo difícil" para o emblema azul e branco.

"O FC Porto tem crescido como equipa a nível de identidade. É uma equipa defensivamente forte e, com a inclusão do Soares na frente ofensiva, penso que o FC Porto tem agora mais possibilidades de fazer golos. Espero que o FC Porto mantenha esse registo nos dois jogos e que quebre a história, porque está na altura de conseguirmos inverter a história com a Juventus", frisa.

Aludindo ao historial de três encontros dos dragões sem conhecer o sabor do triunfo - um empate e duas derrotas -, Nuno Capucho acredita que um resultado positivo na primeira mão será crucial para o desfecho da eliminatória.

"Se o FC Porto tiver um resultado a seu favor e não sofrer golos tem sempre possibilidades de manter a situação a seu favor em Itália", projetou.

Do outro lado da barricada, está uma 'vecchia signora' habituada a vencer e com um poderio ofensivo que Capucho não hesita em realçar: "A Juventus tem muitas soluções ofensivas. Não só Higuaín, mas tem também Mandzukic, Cuadrado, Dybala... Tem muita gente que pode criar dificuldades", explica.

"Penso que o mais importante é o FC Porto conseguir ultrapassar e eliminar o tal modelo de três defesas. Se o FC Porto conseguir fazer isso, penso que tem muitas hipóteses. Da maneira que joga o FC Porto, faz sempre um golo, e se mantiver a eficácia defensiva, tem muitas possibilidades", prosseguiu o antigo extremo, que representou os dragões durante seis épocas.

Na análise às duas forças em confronto, Capucho recusa discutir favoritismo na eliminatória, salientando que isso não joga em campo.

"Isso não faz parte do jogo, dentro de campo as palavras pouco ou nada fazem sentido. O que faz sentido é toda a equipa ter o mesmo pensamento, tanto ofensiva como defensivamente", concluiu.

O desafio entre FC Porto e Juventus, referente à primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, realiza-se quarta-feira, às 19H45, no Estádio do Dragão.

Por Lusa
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.