Casillas não desiste da ideia de voltar à seleção espanhola

Guardião mostra-se disponível mas admite que o mais importante é focar-se no presente

• Foto: Simão Freitas

Desde que Julen Lopetegui assumiu o comando da seleção espanhola, no verão de 2016, Iker Casillas não voltou a ser chamado, apesar de ter sido o antigo técnico do FC Porto que 'trouxe' o guarda-redes para os dragões. Ainda assim, o veterano guardião de 36 anos não deixa de acreditar num regresso à 'roja' e, quem sabe, até disputar o Mundial'2018.

"Bom, eu não deixei a seleção. Não disse em nenhum momento que a deixei. Estou aqui no Porto e já falei com o selecionador de Espanha, que optou por outros jogadores. Mas eu disse-lhe que quando ele precisar dos meus serviços, estarei aqui. Se ele quiser, estou à disposição", afirmou Casillas em entrevista ao canal brasileiro Esporte Interativo.

Recordista de internacionalizados pela Espanha (167 jogos), o agora jogador do FC Porto, admite que há outros companheiros com capacidade para jogarem na seleção, reconhecendo que não será fácil voltar a ser opção para Lopetegui. 

"Creio que sendo uma posição importante como a de guarda-redes e tendo a Espanha tão bons jogadores, é uma questão de concorrência. É certo que eu tenho uma história, é certo que tenho um passado com a seleção espanhola, que também me abriu as portas, mas mostro-me sempre agradecido. Se for para regressar, se o treinador achar mesmo que estou bem para isso, não tenho nenhum problema de voltar à seleção espanhola. Eu não a deixei em nenhum momento", acrescentou.

No entrevista ao canal brasileiro, Casillas também lembrou a passagem pelo Real Madrid e a sua forte ligação aos merengues, não descartando um eventual jogo de despedida com a camisola 'blanca' quando decidir terminar a carreira.

"Não sei, tudo pode acontecer, mas meu vínculo com o Real Madrid terminou há dois anos. Cada um optou por um caminho diferente. O que está claro é que o Real Madrid é um clube que tem estado e continuará a estar ao mais alto nível mundial. Sinto-me orgulhoso de poder fazer parte desse Madrid que conseguiu grandes títulos, conseguiu titulos importantes, mas para mim isso já é passado", começou por sublinhar.

Depois, Casillas frisou que o mais importante é focar-se no presente. "Está claro que a minha ligação ao Real Madrid será para toda a vida e as pessoas nas ruas continuam a lembrar-se do tempo que eu estive no Real Madrid, incluindo a seleção espanhola, mas agora interessa-me é defender um outro clube, que no caso é o FC Porto. Veremos o que acontece no futuro, mas neste momento não é algo que me preocupe", concluiu.

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas