Cláudio Ramos: «Não é fácil não jogar, admito, mas quando o grupo é bom...»

Terceiro guarda-redes do FC Porto fala de um dos melhores momentos da carreira, apesar dos poucos minutos

• Foto: Lusa
Cláudio Ramos teve sempre Diogo Costa e Marchesín à sua frente na hierarquia dos guarda-redes do FC Porto, mas mesmo assim, admitiu esta segunda-feira, viveu um dos "melhores momentos da carreira", quando subiu ao relvado do Dragão, na derradeira jornada da Liga Bwin, para jogar contra o Estoril e participar, assim, no título de campeão. 

"Ver o nosso trabalho árduo de uma época ser recompensado e estar aqui, nesta cerimónia, é o culminar de uma época que nos deixou a todos muito felizes. Vamos desfrutar, descansar nas férias e voltar na máxima força para a próxima época", começou por afirmar ao Porto Canal, na cerimónia de entrega dos troféus da dobradinha no museu do FC Porto.

"O futebol é um desporto coletivo. Numa equipa há sempre aqueles que têm mais responsabilidades, os que jogam mais, e há outros que têm responsabilidades que não se veem. Esta época foi esse o papel que desempenhei mais e não é fácil não jogar, admito, mas quando o grupo é bom e o espírito é incrível, como acontece aqui, tudo se torna mais fácil. Claro que, no fim, ter a possibilidade de entrar no Estádio do Dragão cheio e fazer o último jogo foi uma sensação incrível, foi das melhores coisas que aconteceram na minha carreira", prosseguiu Cláudio Ramos, que ainda não pensa no futuro. "Logo se verá, agora são as férias", concluiu.
Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Mbemba reabre a porta ao FC Porto

Central fez contraproposta que custaria 7 M€ brutos à SAD. Partes ainda longe do acordo mas jogador está sem colocação e há esperança que faça cedências

Notícias

Notícias Mais Vistas