Corona: «Coração ainda está a bater e muito rápido»

Mexicano dedicou qualificação aos 'quartos' da Liga dos Campeões à mãe, que hoje faz anos

• Foto: Reuters
Jesús Corona era alguém visivelmente contente no final do Juventus-FC Porto. Em declarações no final do jogo, o mexicano - que estava em dúvida para o jogo - elogiou o "sacrifício" e apoio de toda a equipa, que acabou por resultar na qualificação da equipa para os quartos de final da Liga dos Campeões.

"Coração ainda está a bater e muito rápido. Muito contente pelo resultado, pelo sacrifício e pelo que se trabalhou. O abraço que demos todos foi de satisfação muito grande. Por ser a equipa que somos, acreditar em nós, sofrer quando temos de sofrer, e apoiar-nos uns aos outros. Foi determinante e conseguimos. Quando viajámos era para acreditar e foi o que fizemos até ao último momento, não deixámos de trabalhar como equipa e deu resultado", começou por dizer o extremo mexicano.

"Estava em dúvida, mas dei o meu máximo, tal como qualquer outro colega quando entra. Estou muito feliz por chegarmos aos quartos-de-final e de eliminar uma grande equipa como a Juventus. Quero dedicar [a qualificação] à família do meu irmão Herrera, que passa mau momento, e à minha mãe que faz anos hoje", atirou.

Futuro na Champions

"Claro, é preciso acreditar. É o que caracteriza o FC Porto, temos de continuar a melhorar, continuar a trabalhar para conseguir boas coisas", terminou.
 
Por André Gonçalves
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas