Dono da Fiorentina critica negociações por Sérgio Oliveira: «Nos EUA não seria possível»

Rocco Commisso lamenta que Jorge Mendes tenha representado o jogador, o FC Porto e Gattuso

Rocco Commisso, dono da Fiorentina, criticou a forma de Jorge Mendes atuar no negócio que poderia ter levado Sérgio Oliveira para Florença. O empresário norte-americano lamenta que o super agente português tenha tentado representar o jogador, o FC Porto e ainda Genaro Gattuso, na altura treinador dos viola. E explicou o que estava em causa e o porquê de ter optado por Nico González, do Estugarda. 

"Falou-se de Sérgio Oliveira, que vinha do FC Porto. Mas no caso do Nico, estamos a falar de um total de 40 milhões pela transferência, incluindo comissões e os salários do jogador. No caso do Sérgio Oliveira, que nos foi apresentado por Jorge Mendes, o seu empresário, significava um custo de 20 milhões pela transferência, além de outros relativos a comissões, que nunca ficavam a menos de 22 milhões. Mas o salário era quase o dobro para um jogador de 29 anos, 22,5 milhões de euros em cinco anos", detalhou Rocco Commisso, em entrevista ao podcast oficial da Fiorentina. 

"Há muitos conflitos de interesses no futebol, isto nos Estados Unidos nunca seria possível. Vou dar o exemplo relativo ao caso de Sérgio Oliveira: o agente dele [Jorge Mendes] representou o FC Porto, o jogador e o treinador Gattuso. Isso não é aceitável, não me parece aceitável que eu tenha de negociar numa situação destas. Mesmo que os custos fossem justos. Alguma coisa tem de ser feita", vincou.
Por Record
21
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas