FC Porto apanha 'renascido' Chelsea na Liga dos Campeões, Bayern e PSG reeditam final

Dragões estão pela 11.º vez nos quartos de final da Liga dos Campeões

• Foto: Reuters

O FC Porto vai ter pela frente um 'renascido' Chelsea nos quartos de final da Liga dos Campeões de futebol, num sorteio, realizado esta sexta-feira em Nyon, na Suíça, que resultou numa reedição da final da última temporada.

Bayern Munique, atual detentor do troféu, e Paris Saint-Germain, finalista vencido, voltam a encontrar-se na prova, agora nos 'quartos,' fase que terá também no 'cartaz' o embate entre Real Madrid e Liverpool, dois históricos antigos campeões, e o duelo entre Manchester City, de Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva, e Borussia Dortmund, de Raphael Guerreiro.

Pela 11.º vez nos quartos de final da Champions, depois de eliminar na ronda anterior a Juventus, de Cristiano Ronaldo, o FC Porto, vencedor da prova em 1986/87 e 2003/04, vai agora defrontar um Chelsea que ganhou nova vida com a entrada do alemão Thomas Tuchel para o comando, rendendo Frank Lampard.

O clube londrino, que levantou o troféu uma única vez, em 2011/12, deixou pelo caminho o Atlético Madrid, de João Félix, nos oitavos de finais com dois triunfos (1-0 em Espanha e 2-0 em Londres), depois de ter conquistado o Grupo E sem sofrer qualquer derrota.

Desde a chegada no final de janeiro de Tuchel, que na última época levou o PSG à final, o Chelsea, atual quarto classificado da Premier League, ainda não sofreu qualquer desaire, somando um registo de nove vitórias e quatro empates em todas as provas.

Longe da renovação do título em Portugal (está a 10 pontos do líder Sporting na I Liga), o FC Porto chega a esta fase com o sentimento de dever cumprido e sem obrigações na 'Champions', sendo a única equipa que não pertence aos chamados 'big 5'.

Caso protagonize nova surpresa e ultrapasse o Chelsea, a equipa de Sérgio Conceição já sabe que vai apanhar nas meias-finais Real Madrid ou Liverpool, dois emblemas que todas as épocas encabeçam a lista de favoritos à conquista da mais importante prova europeia de clubes.

Recordista de vitórias da 'Champions' com 13, a última em 2017/18, precisamente perante o Liverpool (3-1), o Real Madrid está a viver uma época irregular no campeonato espanhol (é terceiro a seis pontos do líder Atlético Madrid na defesa do título) e foi eliminado da Taça do Rei na terceira ronda por uma equipa do terceiro escalão.

Na Liga dos Campeões, o Real Madrid acabou por vencer o Grupo B na última jornada, numa campanha em que chegou a estar perto da eliminação, e ultrapassou a Atalanta nos 'oitavos'.

Não está a ser uma época fácil para o técnico Zidane nos 'merengues', mas o mesmo cenário acontece com alemão Jurgen Klopp no Liverpool, também detentor do título em Inglaterra, que aparece num impensável sexto lugar da Premier League, a 25 pontos do líder Manchester City.

Fora de todas as outras competições, o 'reds' olham para a 'Champions' como a salvação da temporada, tendo sofrido apenas uma derrota nesta edição, frente à Atalanta no Grupo D, que acabariam por vencer.

Nos 'oitavos', os seis vezes campeões europeus, a última vez em 2018/19, 'limparam' o Leipzig, com triunfos por 2-0 nos dois duelos, com o português Diogo Jota de regresso, após longa paragem devido a lesão.

Após a final de Lisboa, Bayern Munique e Paris Saint-Germain volta a encontrar-se, desta vez numa fase menos avançada, com os franceses a procurarem 'vingar' a derrota por 1-0 no Estádio da Luz.

Mesmo assim, os germânicos voltam a ter o favoritismo nesta eliminatória, já que continuam 'demolidores' na Liga dos Campeões, tendo cedido apenas um empate nesta edição, na fase de grupos, no campo do Atlético Madrid (1-1), num registo com sete vitórias e 24 golos marcados.

Nos 'oitavos', os atuais campeões europeus 'despacharam' a Lazio, com uma goleada por 4-1 em Roma e novo triunfo, por 2-1, na Baviera.

Agora com o argentino Mauricio Pochettino no comando, e com o português Danilo no plantel, o Paris Saint-Germain aparece mais uma vez na luta pelo inédito título da 'Champions', depois de mais uma década de investimentos milionários em jogadores, que até agora 'apenas' resultou no total domínio do futebol gaulês.

Os campeões franceses tiveram alguma dificuldade em conquistar o Grupo H (acabaram empatados com o Leipzig), mas nos oitavos deixaram pelo caminho o FC Barcelona, com uma goleada surpreendente em Nou Camp (4-1) e um empate suficiente (1-1) em Paris.

Também à procura da sua primeira 'Champions' continua o Manchester City, outro emblema que nos últimos 20 anos 'despejou' os cofres em contratações, que terá pela frente o Borussia Dortmund, equipa que levantou o troféu em 1996/97.

Com 14 pontos de avanço na liderança nesta fase da Premier League, o City, de Dias, Cancelo e Bernardo, aparece como favorito perante novo rival germânico, com Pep Guardiola, na sua quinta temporada em Manchester, à procura da sua terceira Liga dos Campeões, depois da duas conquistadas com o FC Barcelona (2008/09 e 2010/11).

Na última ronda, os 'citizens' deixaram pelo caminho o Borussia Monchengladbach, com dois triunfos por 2-0, depois de já terem conquistado o Grupo C, no qual fazia parte o FC Porto.

Com Raphael Guerreiro a efetuar uma boa temporada (29 jogos e quatro golos), o Borussia Dortmund, quinto na Bundesliga, chega a esta fase a 'reboque' do avançado norueguês Erling Haaland, que é o melhor marcador da prova, com 10 golos.

A formação alemã que também já trocou de treinador esta temporada, com a entrada de Edin Terzic para o lugar do suíço Lucien Favre, conquistou o Grupo F e deixou pelo caminho o Sevilha nos 'oitavos', numa das eliminatórias mais equilibradas (5-4 no total dos dois jogos).

A primeira mão dos quartos de final irá decorrer a 06 e 07 de abril e a segunda entre 13 e 14 de abril.

A final da Champions está agendada para 29 de maio, no Estádio Olímpico Ataturk, em Istambul, na Turquia.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas