Francisco J. Marques e o caso BPN: «Luís Filipe Vieira está permanentemente em trapalhadas»

Responsável portista fala de "mão protetora na justiça portuguesa" em relação ao presidente do Benfica

• Foto: Movenotícias

Francisco J. Marques comentou a notícia do arquivamento do processo BPN ligado a Luís Filipe Vieira, apontando o dedo à justiça portuguesa e ao presidente do Benfica.

"Fiquei muito triste com a notícia. Ao ver a notícia percebi que aquilo significava que, ao mesmo tempo que Luís Filipe Vieira via o caso ser arquivado, eu e os portugueses estávamos a ser condenados a pagar 20 milhões de euros. 20 milhões que Luís Filipe Vieira recebeu e não pagou... E não lhe acontece nada. Mais uma vez, a justiça portuguesa não consegue encontrar indícios", apontou, no Porto Canal.

"É exactamente o que aconteceu no E-Toupeira, em que Luís Filipe Vieira não tinha nada a ver com o que se passava, não sabia nada, isentou-se a administração e Luís Filipe Vieira. É muito preocupante e mostra mais uma vez a incapacidade que há em Portugal de atingir os poderosos. Luís Filipe Vieira está permanentemente metido em trapalhadas e permanentemente há uma mão protetora na justiça portuguesa que faz com que saia de fininho e não lhe aconteça nada. Depois, nós é que temos de pagar os desmandos de Luís Filipe Vieira", acrescentou o diretor de comunicação do FC Porto.

"Sabemos há quanto tempo foi a resolução do banco BPN? Foi na primeira década do século XXI, estamos na terceira década! Este tempo todo para conseguir ilibar Luís Filipe Vieira. O Ministério Público chegou à brilhante conclusão de que não há provas de que o presidente do Conselho de Administração de uma empresa teve alguma coisa a ver com o não pagamento de 20 milhões de euros", concluiu.

 

Por Record
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de FC Porto

Notícias

Notícias Mais Vistas